Assinar
Região à Mesa

Seiva: Gelados artesanais para além do verão

Durante a temporada mais quente esteve todos os dias na Praia da Vieira, mas com o findar do verão a novidade em forma de carrinho de gelados deve invadir também outras praias de Leiria.

Mário Caria fundou a Seiva, Gelados Artesanais

Durante a temporada mais quente esteve todos os dias na Praia da Vieira, mas com o findar do verão a novidade em forma de carrinho de gelados deve invadir também outras zonas de Leiria

Há quem veja o copo meio vazio e insista na teoria da falta. Outros, tomam posse do próprio destino e declaram que o recipiente está, na verdade, meio cheio. Como quem faz do limão uma limonada para muitos, Mário Caria aproveitou a maré vazia do desemprego para mudar os ventos profissionais e fundar a Seiva – Gelados Artesanais.

Era segurança da Câmara Municipal de Leiria e, após um mês desligado da função, aceitou o desafio do caminho. “Andei a pesquisar coisas na internet e vi um curso de gelataria artesanal no Porto”. Entre ficar em casa à espera da mudança ou aproveitar o tempo novo, tomou a decisão: “Fui e apaixonei-me”, resume a jornada que abriu porta para outras duas formações, todas voltadas para as técnicas de produção de gelados conforme manda a tradição em Itália.

Dos novos conhecimentos veio a ideia do negócio que custou 40 mil euros de investimento. Num carrinho feito à medida para receber até 12 sabores, a Seiva chegou à Praia da Vieira, no fim de julho e lá esteve durante todos os dias do verão. Agora, com o despedir da temporada mais soalheira, já reduziu a frequência para os fins de semana, mas o negócio tem corrido tão bem que os planos já voam mais alto. O próximo passo é levar a marca itinerante para batizados e casamentos e assim apresentar a novos clientes o tal “melhor gelado do mundo”, que é como Mário apresenta o projeto nas redes sociais. “Eu tinha que pintá-lo de alguma maneira”, conta, bem-humorado, e com um saldo de feedbacks que já o coloca bem próximo de tal título.

Com cerca de 14 sabores criados, a marca tem os preferidos do público elencados. Manga, morango e caipirinha, sendo os dois últimos em versão sorbet – ou seja, sem leite –, figuram entre as confeções mais pedidas. Outro que tem feito sucesso é o de Oreo, que tem como base um gelado cremoso de nata ou, como chamam em italiano, fior di latte. “Best-seller”, garante o empreendedor que tem base de produção bem definida: sem corantes, conservantes e com o máximo de açúcar natural, obtido pelo cozer das frutas.

Preocupado com causas ambientais, Mário quis transpor o pensamento para as ações e por isso apostou em copos biodegradáveis. Prestes a lançar o serviço de take away na zona da Vieira e em redor, o pequeno empresário quer repetir o modelo sustentável em vendas a partir de 500 gramas. Na primeira aquisição a caixa tem o custo de 6 euros, ao invés de 5, que é para cobrir o valor da embalagem, reutilizável para as próximas compras. E pretende deixar o negócio de lado com a chegada das brisas mais frias? Nem por isso. “Dediquei-me a isto”, completa, antes de declarar que a ocupação temporária acabou por virar ofício a tempo inteiro.

Seiva – Gelados Artesanais

919 828 173
Praia da Vieira, em frente à Taberna Café Caphe

 

Jessica Germano
Jornalista
jessica.m.germano@regiaodeleiria.pt

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.