Select Page

Sondagem: PS lidera no país. Em Leiria, PS e PSD estão “taco a taco”, CDS em “risco” e BE segura deputado

O PS é o partido que reúne mais intenções de voto para as eleições legislativas do próximo domingo, revela Estudo de Opinião efetuado pela Eurosondagem para o REGIÃO DE LEIRIA e outros órgãos de comunicação social.

Em Leiria, o estudo de opinião indica que PS e PSD poderão eleger 4 a 5 deputados cada, prevendo-se ainda a eleição de um deputado pelo BE. A eleição de um deputado pelo CDS-PP continua em aberto.

A nível nacional, a projeção da Eurosondagem, aponta que, com 38,8% das intenções de voto, os socialistas poderão mesmo atingir o número suficiente de deputados para assegurar a maioria absoluta. O PSD reúne 25,5 % das intenções de voto. A diferença entre PS e PSD está em 13,3%.

No que se refere à distribuição de mandatos, este estudo de opinião  aponta para um intervalo de 109 a 117 deputados na bancada socialista.

Assim, no cenário mais favorável na distribuição de mandatos para o partido liderado por António Costa, o PS consegue ultrapassar a fasquia dos 116 deputados necessários para assegurar a maioria absoluta. Por sua vez, esta projeção aponta para eleição de 68 a 76 deputados por parte do PSD.

O BE, revela este estudo de opinião que decorreu entre 25 de setembro e 1 de outubro, atinge os 9,6%, confirmando-se como a terceira força política nas preferências dos eleitores, podendo eleger de 17 a 19 deputados. Já a CDU, consegue 7,1%, elegendo entre 13 a 14 deputados.

Entre os partidos atualmente com representação parlamentar, o CDS-PP é a quinta força nas intenções de voto, com 5% e o PAN atinge os 4%. Estes valores deverão assegurar a eleição de 6 a 8 deputados centristas e o PAN poderá contar com 5 a 6 lugares no Parlamento.

Os resultados da sondagem apontam igualmente para a possibilidade de eleição de um máximo de dois deputados por parte de forças políticas atualmente sem representação parlamentar.

PSD e CDS-PP, em conjunto, não deverão ultrapassar os 84 deputados, ficando longe da maioria absoluta. Estes resultados são espelhados na projeção global, baseada nos resultados globais saídos da resposta à questão: “Se fossem hoje as eleições para a Assembleia da República (Legislativas) em quem votava?”

Os resultados globais apontam para 33,7% (PS); 22,2% (PSD); 8,4% (BE); 6,2% (CDU); 4,3% (CDS-PP); 3,5% (PAN) e 8,6% para outros partidos, brancos e nulos. São ainda contabilizados 13,1% de inquiridos que não sabem ou não respondem (NS/NR). A projeção global dos resultados resulta de um exercício meramente matemático, presumindo que os inquiridos que responderam “NS/NR” se abstêm.

Estes dados revelam que a diferença entre Esquerda e Direita é de 25,0%. Rui Oliveira e Costa, responsável técnico da sondagem, adianta que a distribuição de mandatos saída deste estudo de opinião, revela alguma incerteza em dez círculos eleitorais. Admite ainda que a distribuição dos deputados eleitos pela emigração poderá ser decisiva, o que poderá impedir que a noite eleitoral termine com certezas.  É que permanece em aberto o número de mandatos a atribuir a PS e PSD nos círculos da Europa e Fora da Europa e que se poderão revelar importantes na definição do equilíbrio de forças no Parlamento.

Em Leiria, PSD e PS disputam liderança e BE mantém deputado

O estudo de opinião revela que, no círculo eleitoral de Leiria, PSD e PS poderão atingir entre quatro a cinco deputados cada, apontando ainda para a eleição de um deputado do BE.

Continua em aberto a possibilidade de o CDS-PP assegurar um representante pelo círculo eleitoral de Leiria. Com base nos dados recolhidos, a CDU deverá falhar a eleição de Heloísa Apolónia em Leiria.

Recorde-se que nas legislativas de 2015, PSD e CDS-PP, coligados (sob a sigla da PAF) elegeram, em Leiria, seis deputados – sendo um deles, Assunção Cristas, do CDS-PP – e o PS conseguiu três mandatos. O BE elegeu um deputado.

A distribuição de mandatos saída deste estudo de opinião, indica que o PS deverá reforçar o número de deputados eleitos pelo distrito (conquistando um ou dois novos mandatos).  PSD e CDS-PP poderão segurar o número de eleitos que detêm, mas existe a possibilidade de perderem um deputado cada.

Este estudo de opinião, avança ainda com a distribuição de mandatos de deputado pelos diversos círculos eleitorais do país (e que pode ser conferida aqui). Destaque para o facto de ser em Lisboa que permanece em aberto a possibilidade de alargar o leque de partidos com assento parlamentar, com a entrada de até dois deputados de partidos, até aqui, sem deputados.
PS e PSD com vantagem no voto masculino

No desdobramento, por sexo, das intenções de voto a nível nacional, “eles” dão maior vantagem aos dois partidos do “Bloco Central” (PS e PSD) que elas.

O mesmo se passa com a CDU, que reúne uma maior percentagem de intenções de voto junto dos inquiridos do sexo masculino.

Ao invés, CDS-PP, BE e PAN, são mais populares entre os inquiridos do sexo feminino.

BE e PAN com melhor resultado entre os mais jovens

Quanto ao desdobramento das intenções de voto por faixa etária, este estudo de opinião evidencia a capacidade do PS em conseguir resultados similares em todas as faixas. Um fenómeno que, contudo, não se repete nas restantes forças políticas.

Nos casos de BE, CDU e PAN, são evidentes disparidades na capacidade de penetração destas forças, consoante a idade dos inquiridos.

O BE consegue o seu melhor resultado nos inquiridos entre os 18 e 30 anos de idade, enquanto que entre os eleitores com mais de 60 anos, a intenção de voto cai para um quarto.

Algo de muito semelhante acontece com o PAN, que regista o dobro das intenções de voto entre os mais jovens, quando comparado com os eleitores com mais de 60 anos.

Fenómeno contrário é registado entre os eleitores da CDU, com um incremento das intenções de voto, à medida que aumenta a idade.  No PSD e no CDS-PP regista-se comportamento similar, embora menos pronunciado.

Ficha técnica

Estudo de Opinião efetuado pela Eurosondagem para o jornal O SOL, Porto Canal, Diário de Notícias da Madeira, Diário Insular dos Açores, Açoreano Oriental, Aurora de Lima, Gazeta das Caldas, Jornal da Bairrada, Linha de Elvas, Postal do Algarve, Reconquista, REGIÃO DE LEIRIA, O Setubalense e Voz de Trás dos Montes, com o patrocínio da Associação Mutualista Montepio, de 25 de Setembro a 1 de Outubro de 2019.

Entrevistas telefónicas, realizadas por entrevistadores selecionados e supervisionados, para telemóveis e telefones da rede fixa.

O Universo é a população com 18 anos ou mais, residente em Portugal Continental e Regiões Autónomas.

Foram efetuadas 2319 tentativas de entrevistas e, destas, 248 (10,7%) não aceitaram colaborar no Estudo de Opinião.

O erro máximo da Amostra é de 2,15%, para um grau de probabilidade de 95,0%.

Um exemplar deste Estudo de Opinião está depositado na Entidade Reguladora para a Comunicação Social.

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Pergunta da Semana

A carregar

Concorda que a Agência Mundial Antidopagem tenha proibido a Rússia, durante quatro anos, de participar em todas as competições desportivas globais?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Publicidade

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo