Criado no seio da Orquestra  Ligeira Juvenil Santo Elias, o grupo é constituído por elementos dos 7 aos 70 anos

São alegres, bem-dispostos e vieram trazer uma lufada de jovialidade à Orquestra Ligeira Juvenil Santo Elias, sediada em Carnide, concelho de Pombal. Falamos do Grupo de Bombos, criado há cerca de oito meses.

O balanço dos primeiros meses de atividade não poderia ser melhor: com 18 elementos, todos apaixonados pela música, sobretudo pela percussão, o Grupo de Bombos quer agora levar bem longe o nome da freguesia e do concelho, uma vez que “é o único grupo desta natureza na nossa região”, releva Eusébio Rodrigues, presidente da coletividade.

Por ali encontram-se entusiastas dos sete aos 70 anos, mas ainda há a possibilidade de alargar a faixa etária, “caso apareçam outros elementos interessados em integrar no Grupo”. O ambiente não poderia ser mais animado e descontraído, ainda que a tarefa e tocar bombo pareça “mais fácil do que o é na realidade”, uma vez que “é preciso ter um sentido de ritmo apurado e vontade de aprender”. O responsável revela que “nenhum dos elementos tem formação musical”, e por isso aproveita para apresentar o professor, Paulo Tojeira.

Apesar de relativamente recente, o projeto tem tido uma “aceitação muito grande junto da população”, mesmo que ainda só tenham feito duas apresentações desde a sua criação. “Também não estamos preocupados com isso, porque queremos aprender e sentirmos confiantes para depois conseguirmos apresentar um trabalho sólido e que anime as pessoas”, garante.

Eusébio Rodrigues refere ainda que o número de elementos é flexível, e por isso convida a população a juntar-se ao Grupo, que tem ensaios marcados todas as terças-feiras, a partir das 21 horas, na sala da Orquestra, junto ao Salão Paroquial de Carnide.

Ana Laura Duarte