Assinar
Sociedade

Transportes reforçam oferta na região oeste

A medida pretende fazer face a uma maior procura decorrente da redução do valor dos passes e à compra de passes sub-23, devido à falta de habitação acessível em Lisboa.

A Rodoviária do Oeste, que opera em Alcobaça, Bombarral, Caldas da Rainha, Nazaré e Peniche, admite “reestruturar a oferta a partir de março” nas carreiras que partem destes concelhos para Lisboa, afirmou o diretor Orlando Ferreira.

O responsável justificou a medida não só para fazer face a uma maior procura decorrente da redução generalizada do valor dos passes, mas também para responder aos estudantes universitários, que estão cada vez mais a comprar o passe sub-23, tendo em conta a falta de habitação a preços acessíveis na capital.

No Bombarral, com o aumento da procura, a carreira para Lisboa vai ser autonomizada da das Caldas da Rainha, com a criação de uma nova linha direta.

A Barraqueiro Oeste vai aumentar os horários nas carreiras diretas de Torres Vedras para Lisboa a partir de 06 de janeiro, ao prever mais passageiros com a redução do preço dos passes nos transportes para a capital. A Boa Viagem, do mesmo grupo, tem planos semelhantes.

As três operadoras já começaram a vender os passes com os novos valores a vigorar a partir de 2020 e definidos pela Comunidade Intermunicipal do Oeste.

Para os concelhos de Alcobaça, Bombarral, Caldas da Rainha, Nazaré, Óbidos e Peniche, o passe inter-regional será de 80 euros a partir de 2020. Os novos valores já incluem os custos com Metro e Carris, dentro da Área Metropolitana de Lisboa.

A OesteCim e os municípios da região decidiram investir 1,6 milhões de euros para reforçar a verba do Plano de Apoio à Redução Tarifária nos Transportes, com o objetivo de reduzir o valor dos passes inter-regionais para Lisboa pela segunda vez, depois das alterações implementadas desde abril deste ano.

Lusa

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.