Cidadãos, escritores, ilustradores, jornalistas e investigadores juntaram-se para dar corpo a um projeto literário-artístico-jornalístico, onde se cruzam relatos e ficções à volta de contextos de vulnerabilidade.

A ideia do livro “Para onde vai o tempo”, que surgiu no seio do Núcleo Distrital de Leiria da EAPN (Rede Europeia Anti-Pobreza), conta com as colaborações de Alice Catarino, Beatriz Passão e Jorge Cardinali, que “abrem janelas para as suas vidas”.

A obra reúne também os relatos de Manuel Leiria, Nuno Henriques e Jacinto Duro, jornalistas do REGIÃO DE LEIRIA, Diário de Leiria e Jornal de Leiria, dos ilustradores Bruno Gaspar, Lisa Teles e Maraia, dos escritores Elsa Margarida Rodrigues, Mónia Camacho e Paulo Kellerman e da investigadora Ana Gilbert.

O livro é apresentado este sábado, dia 15, às 15 horas, no mimo, em Leiria.

A história de Jorge Cardinali é um dos relatos contados em “Para onde vai o tempo?”