Com as crianças em casa, aulas suspensas e as escolas encerradas, haverá forma de aproveitar o tempo para, ainda assim, aprender? Sim, estes dias de reclusão para travar o surto de Covid-19, podem ser aproveitados para que as crianças possam aprender. E também os pais, já agora.

Professor do ano, Rui Correia, deixa alguns conselhos. E se o leitor está cético e acha que não percebe a matéria dos seus filhos e que não os pode ajudar, então saiba que “essa é a posição certa para ajudar o seu filho”, garante o Rui Correia.

É docente na Escola Básica de Santo Onofre, em Caldas da Rainha, e os seus métodos de ensino, por vezes pouco convencionais, cativam os alunos e valeram-lhe o prémio “Global Teacher Prize Portugal” de 2019 atribuído, em maio do ano passado. Especialista em alavancar a aprendizagem, Rui Correia elenca algumas dicas para os pais usarem com os filhos.

Se tem acesso à internet, tem meio caminho andado. É que, na última sexta-feira, dia 13, a Porto Editora e a Leya anunciaram que vão disponibilizar de forma gratuita o acesso a conteúdos educativos digitais para professores e alunos durante o período de suspensão das aulas por causa do novo coronavírus.

Uma “resolução muito cívica e responsável”, entende o docente. “Por vezes, utilizamos esses recursos e são de muito boa qualidade”, avalia. Estas ferramentas são uma “excelente forma” para trabalhar em casa, “porque têm diferentes níveis para todas as matérias e podemos ir escolhendo”.

Em Portugal, adianta Rui Correia, “temos muito boa gente a trabalhar, muitíssimo bem”, acrescenta, não hesitando em deixar a pitada de humor que o caracteriza dentro e fora das salas de aula: “atenção que não tenho nenhuma comissão com as editoras”.

Rui Correia defende que pais podem aprender com os filhos. Fotos: Joaquim Dâmaso

Ok, com recursos que facilitam a aprendizagem, os pais ou encarregados de educação estão dispensados desta tarefa educativa? Nem por isso. Mesmo quando não dominam os assuntos em causa.

“Há muitas vezes situações de pais que dizem: ‘Eu não percebo nada disto, como posso ajudar o meu filho?’”, reconhece Rui Correia. Pois bem, para o docente, “essa é a posição certa para ajudar o filho”. Confuso?

É simples: “a única maneira dos filhos compreenderem bem é se forem eles a explicar aos pais”. Ou seja, o truque passa por “garantir que o filho lhe explica as coisas a si de maneira a que você perceba bem. No momento em que o faça, ele aprendeu. E você também, já agora”, esclarece o professor Rui Correia. 

Para o professor do ano, esta é uma oportunidade para pais e filhos aprenderem em conjunto.