O Ministério da Educação (ME) garantiu hoje que ainda nada está decidido no que se refere à avaliação dos alunos no terceiro período letivo.

Com as escolas encerradas, os alunos e famílias enfrentam a incerteza quanto à forma como será feita a avaliação final do ano letivo, atendendo que ainda não é certo quando retomam as aulas presenciais.

O semanário Expresso avançou este sábado que as notas do segundo período poderão ser adotadas como notas finais. Mas em comunicado, o ministério adiantou que “são extemporâneas e meramente conjeturais quaisquer afirmações sobre a avaliação final do terceiro período”.

O ministério liderado por Tiago Brandão Rodrigues refere ainda que a “prioridade durante estas duas semanas, antes das férias da Páscoa, tem sido estabelecer mecanismos não presenciais com os alunos, tendo especial relevo o arrancar deste processo e a especial atenção aos alunos em situação de maior vulnerabilidade”.

O Ministério da Educação, garante ainda o comunicado, “continua a trabalhar proativamente para que este tempo de exceção decorra com a responsabilidade necessária, minimizando os impactos necessariamente existentes para todos numa situação como a que vivemos”.