Assinar Edições Digitais
Covid-19

Número de casos confirmados de Covid-19 sobe para 245 em Portugal

Casos suspeitos identificados desde 1 de janeiro ascendem a 2.271. Há ainda 4.592 pessoas sob vigilância das autoridades de saúde

Subiu para 245 o número de casos confirmados de Covid-19 em Portugal. São mais 76 do que ontem. Estão sinalizados 116 casos com teste positivo na região de Lisboa e Vale do Tejo, 103 no Norte, dez na zona Centro, dez no Algarve, cinco no estrangeiro e um nos Açores.  O Alentejo e a Madeira continuam sem casos identificados.

Segundo apurámos, não existem casos confirmados de Covid-19 na área dos cinco concelhos abrangidos pelo Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Litoral – Leiria, Batalha, Marinha Grande, Pombal e Porto de Mós. A informação foi avançada ao REGIÃO DE LEIRIA, ao início da tarde (13 horas), por Odete Mendes, delegada coordenadora da Unidade de Saúde Pública do ACES PL.

Quanto aos casos suspeitos reportados desde 1 de janeiro, cifram-se em 2.271. Ontem eram 1.704.   

O relatório da situação epidemiológica divulgado esta manhã pela Direção-Geral da Saúde (DGS) identifica ainda 1.746 casos infirmados, ou seja casos de doentes que eram suspeitos, fizeram o teste e o resultado foi negativo.

Há ainda 281 pessoas a aguardarem resultado laboratorial, enquanto o número de contactos em vigilância pelas autoridades de saúde desceu de 5.001 casos para 4.592.

O balanço diário da DGS dá ainda conta de 14 cadeias de transmissão ativas e de um total de  47 casos importados.

Encontram-se atualmente 139 pessoas internadas (mais 25 do que ontem), nove das quais em unidades de Cuidados Intensivos. Há ainda registo de dois casos recuperados.

Quanto às faixas etárias mais afetadas com Covid-19, destacam-se os grupos entre os 30 e os 39 anos (55 casos), 40-49 anos (53), 50-59 anos (43), e 20-29 anos (28). Há ainda uma criança com menos de 10 anos com infeção, e 25 casos em jovens entre os 10 e os 19 anos.

Acima dos 60 anos, há 40 infeções por SARS-Cov-2 confirmadas.

Tosse, febre, dores musculares, cefaleias, fraqueza generalizada e dificuldade respiratória são por esta ordem os sintomas mais prevalentes.