O Politécnico de Leiria considera que “não existem razões conhecidas de saúde pública que aconselhem o encerramento” das escolas ligadas à instituição.

Num comunicado hoje divulgado, o Politécnico garante que “não se registam casos de infeção por Covid-19 entre estudantes, professores, investigadores e técnicos” do instituto e avança que não vai suspender as atividades letivas e de investigação devido ao surto, salientando que estão a ser tomadas “todas as diligências numa atitude de responsabilidade social, mantendo uma cultura de tolerância mútua e respeito pelo próximo”.

“O Politécnico de Leiria está em contacto regular com a sua comunidade académica, em estreita articulação com as suas escolas, promovendo estratégias de comunicação de informação, partilha de boas práticas e aplicação das medidas aconselhadas pelas autoridades de saúde, nomeadamente no que se refere ao controlo e prevenção”, lê-se no documento.

O instituto frisa que já foram tomadas ações de contenção, “com ponderação, responsabilidade e proporcionalidade”, como a divulgação das medidas de controlo e prevenção, conclusão do plano de contingência e suspensão de eventos previstos para o curto/médio prazo e participação em feiras nacionais e internacionais.

A par disso, os responsáveis do Politécnico garantem estar em “contacto permanente com estudantes, professores, investigadores e técnicos que tenham estado numa área com transmissão social ativa”, de modo a que estes “permaneçam em casa, em isolamento social responsável, e não se desloquem aos nossos espaços públicos”.