O segundo centro de testes Covid-19 abriu esta segunda-feira, 20, nas Caldas da Rainha, numa parceria entre a autarquia e um laboratório privado com capacidade para realizar entre 100 e 200 testes diários, informou a câmara.

O novo centro de testes “vai permitir obter resultados entre 48 a 72 horas após a realização do teste e reduzir as listas de espera”, disse o presidente da câmara das Caldas da Rainha, Fernando Tinta Ferreira.

O centro resulta de uma parceria entre a autarquia o laboratório Germano de Sousa – Centro de Medicina laboratorial, que conta já com mais de duas dezenas estruturas, de norte a sul do país, a realizar testes à Covid-19.

A estrutura abriu portas às 14 horas, no Pavilhão Municipal Rainha D. Leonor, onde “poderão ser testadas todas as pessoas com indicação das autoridades de saúde”, prevendo-se que “numa primeira fase sejam realizados cerca de 100 testes por dia”, número que, “dependendo da procura, poderá ser alargado para 200”, explicou o autarca.

A par com o espaço, a câmara facultou ainda à empresa uma linha telefónica e de Internet para marcação dos exames, sendo o atendimento assegurado por funcionários do município.

“A existência deste recurso vai possibilitar arrancar com a realização de testes aos funcionários dos lares do concelho”, no âmbito de um processo integrado no conjunto de medidas articuladas com a Comunidade Intermunicipal do Oeste (OesteCim) e que, segundo Tinta Ferreira, no concelho das Caldas deverá iniciar-se dentro de duas semanas.