A Makro Portugal está desde esta segunda-feira, dia 6, a operar temporariamente como grossista e retalhista, de forma a garantir a continuidade da cadeia de distribuição de produtos a todos os consumidores.

Em comunicado, a Makro disse que a decisão surgiu no seguimento da renovação do diploma do estado de emergência publicado em 2 de abril, onde expressamente vem prevista a possibilidade de emissão de uma autorização temporária para o exercício de comércio a retalho por estabelecimentos de comércio por grosso.

“A empresa encontra-se totalmente empenhada com o país, por isso, compromete-se a desenvolver os seus melhores esforços para garantir a segurança de todos os que frequentam os seus estabelecimentos neste período de saúde pública tão crítico”, refere.

De acordo com a empresa, as 10 lojas Makro a nível nacional passam a vender ao consumidor final em Braga, Vila Nova de Gaia, Matosinhos, Coimbra, Leiria, Alfragide, Cascais, Palmela, Faro e Albufeira.

Os produtos disponibilizados em todas as lojas da Makro Portugal encontram-se em formato profissional para profissionais e unidade para menores consumos, permitindo a compra de maiores ou menores quantidades.

A Makro é a filial portuguesa do grupo alemão METRO e está presente em Portugal desde 1989 e conta atualmente com cerca de 1.000 colaboradores.