Subiu para 435 o número de mortes em Portugal associadas à Covid-19. Mais 26 do que ontem.

Este número deverá incluir 13 mortes registadas no distrito de Leiria, tendo a mais recente ocorrido ontem, quinta-feira, no concelho da Nazaré. Até à data, foram contabilizados oito óbitos em Pombal, e os outros quatro em Porto de Mós, Bombarral, Alvaiázere e Peniche.

Nestes últimos dois casos contudo, os óbitos, reportados pelos respetivos municípios, não continuam a não constar dos registos das autoridades de saúde locais.

No total, morreram 240 pessoas na região Norte, 107 na zona Centro, 78 na Grande Lisboa, oito no Algarve e duas nos Açores.

Segundo dados relativos ao dia de ontem e divulgados às 12h45 de hoje pela Direção-Geral da Saúde, há ainda 15.472 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, mais 1.516 do que os contabilizados ontem, quinta-feira.

Dos  casos confirmados, 1.179 estão internados, 226 dos quais em unidades de cuidados intensivos.

Estão ainda 13.625 pessoas infetadas mas com sintomas ligeiros a moderados a recuperar em casa, em isolamento, com acompanhamento dos serviços de saúde.

As autoridades têm ainda sob vigilância 25.914 pessoas que poderão ter estado em contacto com os doentes identificados.

O balanço de hoje aponta ainda 233 casos de recuperação, mais 28 do que ontem.

De acordo com o boletim diário da situação epidemiológica da DGS foram sinalizados desde o início da pandemia 123.564 casos suspeitos, sendo que 103.583 não se confirmaram. Estão ainda 4.509 pessoas a aguardar resultado laboratorial.

A região Norte, onde foi detetado o primeiro caso de infeção a 2 de março, regista o maior número de casos positivos (8.897), seguida das regiões de Lisboa e Vale do Tejo (3.821), Centro (2.197), Algarve (279), Alentejo (135), Açores (94) e Madeira (59).

Quanto aos grupos etários, foram sinalizados 3.598 casos positivos entre pessoas com mais de 70 anos, sendo este também o grupo onde a taxa de letalidade é mais elevada (10,5% correspondentes a 376 casos)

Já entre os mais novos, contam-se 245 crianças com menos de dez anos e 400 jovens entre os dez e os 19 anos.

Número de casos confirmados e de óbitos em Portugal

Fonte: Relatório diário da Direção-Geral da Saúde – 10 de abril de 2020

O balanço indica ainda um total de 665 casos importados.

Tosse (57%), febre (43%), dores musculares (30%), cefaleias (27%), fraqueza generalizada (23%), e dificuldade respiratória (17%) são os sintomas mais reportados em 78% dos casos confirmados