Morreram mais 22 pessoas desde ontem em Portugal por complicações associadas à Covid-19, elevando para 209 o total de óbitos registados no país desde o início da pandemia. A região Norte registou 107 mortes, a zona Centro 55 (cinco das quais no distrito de Leiria de acordo com dados oficiais divulgados esta quinta-feira pela Proteção Civil distrital), a região de Lisboa e Vale do Tejo 44 e a do Algarve três.

O boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) indica ainda a nível nacional 9.034 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, mais 783 do que os contabilizados ontem, quarta-feira.

Entre as pessoas infetadas, 1.042 pessoas estão hospitalizadas, 240 das quais em unidades de cuidados intensivos. Há registo de 68 casos de recuperação. Estão ainda 7.715 pessoas com sintomas ligeiros a moderados que estão a recuperar em casa, em isolamento, com acompanhamento dos serviços de saúde.

De acordo com o boletim epidemiológico diário da DGS, foram registados até à data 66.895 casos suspeitos em Portugal, sendo que 52.903 não se confirmaram. Há contudo 4.958 pessoas a aguardarem resultado laboratorial.

As autoridades de saúde acompanham ainda à distância 21.798 pessoas que se encontram em quarentena ou isolamento por terem vindo do estrangeiro ou terem estado em contacto com pessoas infetadas.

Com 5.338 casos confirmados, a região Norte continua a ser a mais afetada, seguindo-se as regiões de Lisboa e Vale do Tejo (2.207), Centro (1.161), Algarve (164), Alentejo (59), Açores (57) e Madeira (48).

Os idosos com mais de 70 anos são os mais vulneráveis à doença, havendo registo em Portugal de 1.968 casos, a maioria dos quais (1.076) com mais de 80 anos. Contam-se ainda 115 crianças com menos de dez anos com teste positivo e 219 jovens com idades entre os dez e os 19 anos.

Cinco mortes e 130 casos confirmados na região

Já a nível distrital, o balanço apurado ontem pela Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria (CDPCL) com base em dados fornecidos pelos três Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) que abrangem o distrito, indicava um total de cinco óbitos devido a complicações associadas à Covid-19 – quatro no concelho de Pombal e um em Porto de Mós –, 118 casos confirmados e 888 pessoas em vigilância.

O relatório não contempla contudo a morte de um homem, com mais de 80 anos, registada em Alvaiázere na passada sexta-feira e que foi entretanto confirmada pelo Município, nem os 34 casos de infeção detetados entre utentes e funcionários no lar “Solar Dona Maria”, em Carvalhal, da freguesia de Maçãs de D. Maria.

Ao balanço distrital somam-se 12 casos apurados no concelho de Ourém até ao início da tarde de hoje e 62 pessoas em vigilância, de acordo com o balanço da Câmara Municipal de Ourém (CMO).

O concelho de Leiria é, depois de Pombal, aquele que apresenta mais casos de infeção: 27 e 44 respetivamente.

Quanto às pessoas em vigilância, Pombal mantém a liderança com 247 casos, seguindo-se Alcobaça (195) e Leiria (107).

Fonte: CDPCL (1/4/2020); CMO (2/3/2020 – 13h30)