O número de mortes em Portugal devido à Covid-19 voltou a subir. No dia de ontem foram contabilizadas mais 37 óbitos, elevando para 246 o total de mortes associadas à pandemia.

Ocorreram até à data 130 mortes na região Norte, 61 na zona Centro, 51 na de Lisboa e Vale do Tejo, três no Algarve e uma no Alentejo.

Também os casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus subiram. Segundo os dados mais recentes da Direção-Geral da Saúde (DGS) relativos ao dia de ontem, foram contabilizados 9.886 casos positivos (mais 852 do que na véspera).

Deste total, 1.058 pessoas encontram-se hospitalizadas, sendo que 245   inspiram mais cuidados estando a ser tratadas em unidades de cuidados intensivos.

Estimam-se ainda em 5.392 as pessoas que fizeram teste de contágio e aguardam resultado laboratorial.

Feitas as contas, 8.614 doentes infetados estão a recuperar em casa sob vigilância das autoridades de saúde, que contabilizaram até à data 68 recuperações.

No total, as autoridades de saúde têm sob vigilância 22.556 pessoas.

Ainda segundo o boletim epidemiológico divulgado pela DGS esta sexta-feira, foram por outro lado testadas 59.099 pessoas cujo resultado deu negativo. Desde o início da pandemia, houve registo de 74.377 casos suspeitos.

O Norte do país continua a registar o maior número de casos positivos de infeção (5.899), seguindo-se a região de Lisboa e Vale do Tejo (2.347), a zona Centro (1.286), o Algarve (179), os Açores (63), o Algarve (50) e a Madeira (50). Os dados da DGS referem ainda 587 casos resultantes da importação do vírus.

O número de testes positivos entre os mais novos também tem aumentado, havendo registo de 133 casos entre crianças com menos de 10 anos (mais 18 do que ontem) e de 236 jovens entre os 10 e os 19 anos (mais 17).

Os idosos continuam a centrar as maiores preocupações, nomeadamente na faixa etária acima dos 70 anos, tanto pelo elevado número de infeções como pela elevada taxa de letalidade devido a complicações associadas à Covid-19. Até ao momento, há registo de 2.101 casos positivos de infeção pelo novo coronavírus neste grupo etário (mais 133 do que na véspera).

Numa conferência de imprensa realizada pouco antes das 13h30 em direto, Graça Freitas, diretora-geral da Saúde, indicou que a mediana de idades entre os óbitos registados em Portugal situa-se nos 85 anos para as mulheres e nos 80 anos para os homens.

A responsável explicou ainda que além do fator idade, muitos dos doentes apresentam outras comorbilidades (isto é outras doenças), alguns mais do que uma. Entre estas destaca, as doenças cardiovasculares, respiratórias, renais, oncoloógicas, cerebrovasculares e diabetes, sendo “maior o risco de desfecho negativo”.

Ainda assim , frisou que muitos idosos têm recuperado e que aqueles fatores não são “nenhuma fatalidade”, embora representem um aumento do risco.

Já no distrito de Leiria, o REGIÃO DE LEIRIA contabilizou oito mortes associadas à Covd-19, com base em informações recolhidas junto das autoridades de saúde e dos municípios.

O concelho de Pombal contabilizava cinco mortes, quatro das quais de utentes de um lar em Cumieira, freguesia de Pombal, e os de Alvaiázere, Porto de Mós e Peniche uma cada.