A pandemia causada pela Covid-19 chegou a Portugal e alterou toda a rotina comum. As escolas foram fechadas, os restaurantes precisaram de adaptar os seus serviços e nem mesmo os cultos religiosos puderam continuar a ser refúgio para os fiéis nos moldes tradicionais.

Marcada no calendário do próximo domingo, 12, a Páscoa este ano será também de reclusão. Mas não é porque foram suspensos os tradicionais almoços e momentos em família que a distância tem de ser um problema. “A tecnologia agilizou e acelerou a capacidade humana de encontrar soluções”, enfatiza Francisco Aguiar, lembrando que o comportamento não foi indiferente às relações pessoais.

Especialista em gestão de marketing e gestor de operações da Startup Leiria, o profissional listou 10 aplicações que ajudam a ultrapassar o isolamento social e prometem fazer do feriado uma celebração fisicamente distante, mas amplamente conectada.

Para videochamadas

“São várias as opções que permitem falar e ver os familiares e amigos que estejam distantes”, sublinha Francisco Aguiar, ao destacar seis das aplicações “mais comuns”, todas, garante, “relativamente simples de usar”.

WhatsApp: uma das aplicações de mensagem mais populares no mundo, possibilita que até quatro pessoas estejam conectadas na mesma chamada

Facebook Messenger: Tem como vantagem o facto de permitir a conexão entre pessoas que já fazem parte da sua lista de amigos na rede social

Skype: é uma das plataformas de videochamadas mais antigas e permite conexão com até 10 utilizadores, mas é preciso criar uma conta

Zoom: gratuita por até 40 minutos, permite até 100 pessoas numa mesma reunião

Google Hanghouts: consegue conectar até 150 pessoas, desde que essas todas tenham uma conta Google

Facetime: exclusivo para dispositivos da Apple, a aplicação suporta chamadas em grupo com até 32 pessoas

Para jogos em família

“Existem centenas de aplicações na Google Play ou na AppStore que permitem ao utilizador criar uma sala fechada e convidar os seus familiares para os mais diversos jogos, desde os mais tradicionais aos mais modernos”, diz o especialista, citando como exemplo a Plato.

Para videochamada e jogos em simultâneo

Sucesso nesta fase de pandemia, a Houseparty é “uma das aplicações que mais cresceu” nos últimos meses e permite juntar até 10 amigos ou familiares numa mesma chamada, conta o especialista. Entre as funcionalidades disponíveis, estão jogos como “Pictionary” e “Quizzes”, que podem ser partilhados com os amigos do Facebook, Snapchat ou da lista de contactos do telemóvel.

Para desafios

Escolher uma receita e lançar o desafio: cada grupo familiar deve apresentar uma confeção culinária dentro de determinado tempo. Esta e outras competições podem ser feitas no Tik Tok, aplicação que permite a partilha de resultados em modo público ou privado. “Aqui a imaginação é o limite”, enfatiza Francisco Aguiar, dando como exemplo ainda ideias que envolvam pintura de ovos com as crianças, dança ou karaoke.

Para séries e filmes em família

“Para aqueles que partilham interesse em séries e gostam de comentar entre si, a plataforma Netflix party está disponível no PC”, diz o especialista. Através da aplicação é possível, por exemplo, analisar em grupo os episódios sombrios de “Stranger Things” ou ainda o guião de “Orange is The New Black”.

Netflix party: assistir e comentar filmes e séries em simultâneo