Assinar
Cultura

Já é possível fazer uma visita virtual ao Museu do Vidro na Marinha Grande

Através de uma aplicação móvel é possível conhecer o museu que retrata a indústria vidreira em Portugal sem ter de ir à Marinha Grande.

É Guilherme Stephens quem conduz a visita ao Museu do Vidro da Marinha Grande. O inglês que impulsionou a indústria vidreira na região, há 250 anos, estaria longe de imaginar que a sua imagem seria usada para uma visita virtual ao único museu “vocacionado para o estudo da arte, artesanato e da indústria vidreira em Portugal”.

Mas essa é uma das característica da aplicação móvel (app) agora lançada pela Câmara Municipal da Marinha Grande e que permite aos utilizadores conhecerem o espaço museológico de forma virtual.

A outra característica da app é a amplitude da visita. “É possível percorrer o espaço em visitas de 360º, como se o visitante estivesse no local”, refere nota da autarquia enviada às redações.

Cidália Ferreira, presidente da Câmara, “esta é mais uma forma de comunicar com os cidadãos e de divulgar este importante museu, que é o único a nível nacional a dedicar-se ao estudo da história do vidro”. Por outro lado, e porque o conteúdo da app está disponível também em inglês, “todos os portugueses e estrangeiros poderão usufruir de uma visita guiada ao Museu do Vidro sem saírem das suas casas”.

A mesma nota da auarquia dá conta de que a visita permite ao utilizador percorrer todos os espaços visitáveis do Museu do Vidro. É disponibilizada informação e imagens relativas a todas as peças e salas do Palácio Stephens, onde está instalado o Museu do Vidro.

A aplicação está disponível nos sistemas operativos android e ios.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.