A Shapetek, uma empresa de Pombal especialista em tecnologias de maquinação, lidera um consórcio que está empenhado num projeto de investigação e desenvolvimento para a produção de um dispositivo inovador de apoio à abertura de portas.

“O dispositivo permitirá a abertura de portas sem as mãos, para aplicação em ambientes de grande afluência (hospitais, lares, zonas comerciais)”, explicou a empresa esta sexta-feira, dia 12, adiantando que se trata de “um produto versátil, com custo acessível, fácil instalação e baixa manutenção”.

A empresa adianta, e comunicado, que “novo produto é 100% nacional e contemplará uma forte incorporação de design metodológico, conceptual e de projeto mecânico”, em que é “dada extrema importância à vertente ergonómica, nas suas dimensões cognitiva, física e antropométrica”.

O dispositivo surgiu da necessidade de “procurar a implementação rápida de soluções inovadoras de resposta à pandemia de Covid-19”. Estará disponível nos “próximos meses e pretende evitar a propagação do vírus, respeitando normas vigentes em termos de segurança e procedimentos”.

Além disso, a Shapetek garante também que “se trata de uma solução viável para pessoas portadoras de algum tipo de limitação motora”.

“Já foram estabelecidos os contactos que permitirão os testes dos protótipos em ambiente hospitalar”, adianta a empresa, que “pretende uma forte implantação do dispositivo”.

O consórcio liderado pela Shapetek está a desenvolver o projeto em parceria com o Centro Tecnológico da Indústria de Moldes, Ferramentas Especiais e Plásticos (Centimfe), Instituto Politécnico de Coimbra (IPC) e a empresa Sandredy, da Figueira da Foz.