Reserva Natural Local do Paul de Tornada

Uma abordagem ao interior daReserva, aos seus vários habitats e à biodiversidadeMunicípio das Caldas da Rainha Natural.PT #caldasdarainha #zonaoeste #pauldetornada #zonahumida #sitioramsar #reservanaturallocal #reservanatural #aniversario #11anos Gazeta das Caldas Jornal das Caldas Rádio MAIS OESTE 94.2fm 91 FM Rádio Jornal Mais Oeste onlinePublicado por Centro Ecológico Educativo do Paul de Tornada Prof. João Evangelista em Quinta-feira, 2 de julho de 2020

Vídeo: Centro Ecológico Educativo do Paul de Tornada Prof. João Evangelista

Desde os anos 90 que começou a ser elaborada a candidatura do Paul de Tornada a reserva natural local. A classificação foi conseguida a 2 julho de 2009 e a data vai ser celebrada com atividades de educação ambiental.

Localizada a cinco quilómetros de Caldas da Rainha, a reserva natural é gerida pela autarquia, em colaboração com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e das Organizações Não-Governamentais de Ambiente Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente (GEOTA) e Associação PATO.

“Foram muito anos de trabalho” das entidades gestoras que levaram à conquista do título, explica Teresa Lemos, da GEOTA.

Para comemorar a data o Centro Ecológico Educativo do Paul de Tornada Prof. João Evangelista (CEEPT), associado à zona de reserva natural local e gerido pelas ONG, vai voltar a organizar visitas guiadas, depois de uma pausa devido à pandemia.

As visitas acontecem todas as sextas-feiras, a partir de 17 de julho, e é necessária inscrição prévia. Os visitantes poderão ainda percorrer um trilho de 4km em redor da reserva para observação de espécies.

A par com as atividades, foi lançado um vídeo nas plataformas digitais do CEEPT que apresenta a reserva natural do Paul de Tornada.

A zona húmida situada na freguesia de Tornada, no concelho das Caldas da Rainha, tem aproximadamente 53 hectares, 25 dos quais estão permanentemente alagados. Esta característica torna-a local de passagem e nidificação de aves migratórias que ao sobrevoar a zona encontram um “ponto cheio de águas doces”.

Além destas, outras espécies de aves, mamíferos, répteis, anfíbios e peixes têm vindo a ocupar o espaço, onde vivem e se reproduzem. Além da riqueza faunística, a zona tem também uma lista variada de espécies de flora.

A reserva natural local do Paul de Tornada integra ainda, desde 2011, a lista de Sítios Ramsar em Portugal