Um operário fabril, de 30 anos de idade, foi detido no último sábado, suspeito de cinco crimes de incêndio florestal, ocorridos na zona de Alcobaça.

O homem é suspeito de ter ateado os fogos na área onde residia. Usualmente, participava nas ações de combate, referem as autoridades.

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje, em comunicado, a detenção, levada a efeito através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria.

Explica a PJ que o arguido “munido de um isqueiro e cigarros, ateava fogos na sua área de residência, após o que era habitual participar no combate aos mesmos”.

“O conhecimento dos factos foi recente”, adianta aquela força policial que acrescenta terem sido “desenvolvidas diligências investigatórias de imediato, que conduziram à detenção do suspeito”.

“O arguido, de 30 anos de idade, operário fabril, irá ser presentes às autoridades judiciárias competentes para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas”, conclui a PJ.