Os números do último balanço das autoridades de saúde da região são animadores apesar de ainda não ser possível baixar a guarda peranta a situação de pandemia que a região, o país e o mundo vivem.

Desde 4 de junho que o número de casos ativos na região não era tão baixo. Há quase três meses eram 80 o número de doentes ativos com infeção pelo novo coronavírus na região. Hoje, dia 29 de agosto, resultado das 17 recuperações confirmadas em seis concelhos da região de Leiria, nas últimas 24 horas, são 91 os casos ativos.

Alcobaça regista o maior número de doentes recuperados, com mais dez pessoas a superar a doença. Dos 171 casos confirmados em Alcobaça desde o início da pandemia, 148 doentes já recuperaram e 17 pessoas permanecem ainda com teste positivo para a Covid-19.

Paulo Inácio, presidente da autarquia de Alcobaça, partilhou os últimos dados do concelho e justifica que “os números atuais resultam efetivamente da dedicação de todos nós, que tornou possível o controlo do foco ao qual fomos submetidos nas últimas semanas”.

“Este controlo revelou-se essencial para não pôr em causa toda uma comunidade, agora que se aproxima a abertura do novo ano letivo. A todos os que contribuíram para este sucesso, o meu profundo agradecimento.Fica também bem claro que temos de continuar atentos para que não ocorram novos descuidos inaceitáveis. Ao longo destes últimos meses, o trabalho tem sido ciclópico em várias frentes”, afirma, acrescentando que, “até à presente data, e apenas e só na tenda drive thru”, foram realizados mais de 2.100 testes e estiveram em confinamento e isolamento mais de 700 pessoas.

Além de Alcobaça, Ourém e Óbidos têm mais duas recuperações cada, enquanto Leiria, Pombal e Peniche registam mais uma cada.

Nas últimas 24 horas há mais três novos casos positivos de Covid-19, todos confirmados no concelho de Leiria que permanece como o concelho com maior número de casos (224) e onde mais permanecem ativos (57).

Desde 17 de agosto que Leiria regista diariamente novos casos. Foram contabilizados 44 testes positivos em 13 dias.

Para o médico de saúde pública de Leiria, Rui Passadouro, “na última semana o crescimento de casos foi exponencial”. “Temos de ser responsáveis por nós, pela nossa família, pelos amigos e pelos pais e avós. Não, a Covid não se foi embora, por isso é necessário manter o afastamento físico, usar máscara de proteção e não facilitar nos locais públicos, mas também nas reuniões de família”, referiu ontem, ao final do dia, na sua página de Facebook.

Desde março que a COVID tem estado connosco num equilíbrio instável, com as pessoas a pagarem com a sua saúde, e até com…Publicado por Rui Passadouro da Fonseca em Sexta-feira, 28 de agosto de 2020

Em oito dos 17 concelhos da região de Leiria (distrito de Leiria e concelho de Ourém), não há casos ativos. São eles Alvaiázere, Ansião, Bombarral, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Marinha Grande, Óbidos e Pedrógão Grande.

O número de mortes associadas à Covid-19 na região permanece nos 42 óbitos.

Fonte: Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria, CimOeste, CimMédio Tejo e municípios

Portugal tem mais 374 casos positivos e três óbitos

Portugal regista hoje mais 3 óbitos por covid-19, em relação a sexta-feira, todos na região de Lisboa e Vale do Tejo.

Já dos 374 casos de infeção confirmados nas últimas 24 horas, a região mais afetada é a Norte com 157 casos positivos, seguida de Lisboa e Vale do Tejo, com 149, segundo os dados da Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim epidemiológico diário, o total de óbitos por covid-19 desde o início da pandemia é agora de 1.818 e o total de casos confirmados é de 57.448.

A DGS regista menos 10 pessoas internadas nas últimas 24 horas e são agora 324. Nos cuidados intensivos há mais duas pessoas internadas, sendo agora 40.

Lisboa e Vale do Tejo, com 21.584 infetados, permanece como a região onde se regista o maior número de novos casos, 328 nas últimas 24 horas.

Depois da região Norte e de Lisboa e Vale do Tejo surge o Algarve com mais 37 casos nas últimas 24 horas, a região Centro com 23 e o Alentejo com mais três. A Madeira tem mais quatro casos e os Açores têm mais um infetados.

O número de doentes dados como recuperados também registou um aumento, havendo hoje mais 210 pessoas recuperadas, registando-se agora um total de 41.766 casos nessa situação.