Assinar


Porto de Mós

Município de Porto de Mós reduz impostos às famílias

Foi igualmente decidido isentar do pagamento da derrama todas as empresas com um volume de faturação até 150 mil euros.

O Município de Porto de Mós anunciou a redução de impostos para os cidadãos ao passar a devolver 02% do IRS a pagar anualmente pelas famílias, mantendo o IMI na taxa mínima.

Numa nota de imprensa, a Município de Porto de Mós, no distrito de Leiria, informa que foi aprovada, na última reunião de executivo, uma redução na participação do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas singulares (IRS), ou seja, a autarquia “passa a devolver 02% do IRS a pagar anualmente pelas famílias”.

“Esta devolução do IRS iniciou em 2018 e tem aumentado de forma gradual, com a finalidade de cumprimento de mais um objetivo eleitoral, nomeadamente devolver 2,5% até ao final do presente mandato. Esta redução representa uma estimativa de 288.000 euros poupados às famílias do concelho”, refere a mesma nota.

A Câmara salienta que, num “contexto especialmente adverso para todas as famílias e empresas do concelho de Porto de Mós”, a autarquia deliberou ainda manter a taxa mínima legal aplicada no Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) de 0,3% e a apoiar as famílias mais numerosas com a aplicação do IMI Familiar, numa medida que representa um apoio a rondar os 68.000 euros.

Com o desenrolar da conjuntura económica afetada pela pandemia, o Município decidiu isentar do pagamento da derrama todas as empresas com um volume de faturação até 150.000 euros.

Esta medida, segundo o Município liderado por Jorge Vala, terá um impacto previsto de cerca de 250.000 euros e atinge um número superior a 660 empresas do concelho, com base no ano em vigor.

“Esta estratégia de redução de impostos, iniciada com este executivo, será continuada dentro das possibilidades da autarquia”, avança a nota de imprensa.

O Município ressalva, contudo, que estará garantida “a sustentabilidade financeira da organização como ferramenta fundamental para a aposta crescente no apoio social a toda a população”.

Também estarão asseguradas as “melhorias infraestruturais que o Município tem vindo a desenvolver, nomeadamente ao nível da rede de água e saneamento, com o desígnio de atrair cada vez mais empresas e fixar cada vez mais população”.

Estas deliberações serão discutidas e votadas em Assembleia Municipal a decorrer na sexta-feira.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.