Assinar Edições Digitais
Sociedade

Caldas da Rainha, Porto de Mós e Óbidos recebem selo “Comunidade Pró-Envelhecimento 2020/2021”

A distinção foi atribuída pela Ordem dos Psicólogos Portugueses a três municípios da região.

Caldas da Rainha, Porto de Mós e Óbidos estão entre as 94 entidades distinguidas com o selo “Comunidade Pró-Envelhecimento”, atribuído pela Ordem dos Psicólogos Portugueses.

Todas as autarquias foram distinguidas após submissão de candidatura e, na atribuição do selo, foram tidos em consideração critérios de segurança, habitação, mobilidade, bem-estar e saúde, relações sociais, inclusão, cultura e educação.

O Município de Caldas da Rainha concorreu em parceria com a União de Freguesias de Nossa Sra. do Pópulo, Coto e São Gregório. A autarquia informa em comunicado que foram submetidos os projetos da Universidade Sénior, Clube Sénior, Programas Seniores +, Pimpões, Conselho Municipal de Apoio à pessoa Idosa e a rede de cobertura de equipamentos sociais.

O selo mostra o trabalho desenvolvido “por toda a comunidade” das Caldas da Rainha, nomeadamente autarquias locais, Instituições Particulares de Solidariedade Social, associações e outras entidades da sociedade civil, refere a Câmara em comunicado. A mesma nota sublinha que “este reconhecimento não prestigia apenas as autarquias mas, de igual modo, todos os agentes locais que diariamente desenvolvem a sua atividade em prol do bem-estar da comunidade”.

Também a Câmara Municipal de Óbidos recebeu a distinção “Comunidade Pró-Envelhecimento 2020/2021”, após candidatura realizada no âmbito do programa “Óbidos + Ativo”, pela psicóloga Joana Duarte.

Foram submetidas as iniciativas Academia Sénior de Saúde e Bem Estar, Freguesias em Movimento e Atividade física para todos, explica a autarquia no órgão de informação institucional “Óbidos Diário”.

Com este reconhecimento, “o Município de Óbidos procura, através das suas políticas e programas, proporcionar um envelhecimento aos seus cidadãos com bem-estar e saúde”, contribuindo para a “felicidade” das pessoas, refere a vereadora Margarida Reis.

Para o Município de Porto de Mós, também contemplado com o selo, “este reconhecimento é atribuído em função das políticas municipais, planos estratégicos, programas e práticas que demonstram um compromisso com a promoção do envelhecimento saudável”.