Oito meses após terem arrancado as candidaturas para a incubação de projetos de empreendedorismo em regime de coworking na Casa do Conhecimento e da Juventude da Batalha, o processo apresenta resultados ainda esta semana.

O espaço foi inaugurado em agosto do ano passado e as candidaturas começaram em fevereiro. Entretanto, com a pandemia, o município da Batalha “sentiu a necessidade de suspender temporariamente” o processo, realizando alterações “de forma a cumprir com os requisitos de saúde pública”, explica Paulo Batista Santos, presidente da Câmara.

Esta sexta-feira, são assinados os contratos com as cinco candidaturas aprovadas por uma equipa de gestão, entre as duas dezenas enviadas, refere.

“Atendendo ao período económico e social mais exigente que vivemos, foi decidido isentar pelo período inicial de seis meses o valor do preço inerente à utilização do espaço e instalação dos empreendedores”, acrescenta.