Dois homens, com 33 e 67 anos, foram detidos em flagrante, nos passados dias 22 e 18 de outubro, por caça ilegal, na localidade de Pó, concelho do Bombarral, informou a GNR em comunicado.

Nos mesmos dias, a guarda identificou ainda dois homens, de 42 e 77 anos, pela “prática de ilícitos contraordenacionais durante o exercício da caça”, em Alvorninha, concelho de Caldas da Rainha.

A GNR explica que as detenções ocorreram durante ações de fiscalização “para prevenção, deteção e repressão de situações ilícitas”, tendo os suspeitos sido apanhados em “terrenos onde não é permitida a caça, nomeadamente em povoados, numa faixa de proteção de 250 metros”.

As ações resultaram em dois autos de contraordenação por “falta de licença e carta de caçador” e por “uso e porte de arma de fogo com uma taxa de álcool superior ao permitido por lei”. Puníveis com uma coima “no valor máximo de 882 euros” e “no valor máximo de 7 mil euros”, respetivamente.

A GNR adiantou, ainda, que foram apreendidas três espingardas de caça, sete cartuchos de calibre 12, os materiais acessórios e a documentação.

Os suspeitos foram constituídos arguidos e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Caldas da Rainha.