Assinar


Cultura

Cinco bailarinos de conservatório de dança de Leiria selecionados para o Prix de Lausanne 2021

António Casalinho conta-se entre os três bailarinos portugueses e dois estrangeiros, do Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sánchez, apurados para o evento.

Os bailarinos portugueses António Casalinho, Francisco Gomes e Laura Viola foram selecionados para a competição internacional de bailado Prix de Lausanne, que se realiza em fevereiro de 2021, na Suíça, foi hoje anunciado.

Entre um total de 82 candidatos, provenientes de 20 países, os três jovens conseguiram apurar-se para a competição internacional de dança, à qual se candidataram seis portugueses, quatro rapazes e duas raparigas.

António Casalinho é um dos bailarinos apurados para a competição

De acordo com informação disponível no ‘site’ oficial da competição, os três portugueses selecionados para a 49.ª edição do prémio – António Casalinho, Francisco Gomes e Laura Viola – vêm do Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sánchez, em Leiria.

Concorrem ainda dois alunos estrangeiros provenientes da mesma escola de dança em Leiria: o italiano Giulio Diligente e a britânica Maia Roberts.

Entre os selecionados contam-se seis bailarinos brasileiros: Kayke Nogueira, da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, Rui Cesar da Cruz e Luiza Falcão,do Grupo Cultural de Dança Ilha, João Felipe Domingos, do Basileu França, Andrey Jesus Maciano, do Balé Jovem De São Vicente, e Ana Sartini, do Ballet Vórtice.

A 49.ª edição do Prix Lausanne decorre de 31 de janeiro a 07 de fevereiro, na Suíça. As finais estão marcadas para o dia 06 de fevereiro.

O Prix de Lausanne, um dos mais importantes galardões dedicados à dança, foi criado em 1973 e é gerido pela Fondation en Faveur de l’Art Chorégraphique.

Na 48.ª edição , que decorreu em fevereiro deste ano, a bailarina portuguesa Catarina Pires, da Academia de Dança de Zurique, recebeu o prémio “favorita do público”.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.