Assinar Edições Digitais


Caldas da Rainha

Covid-19: Dez infetados no Centro Hospitalar do Oeste

Surto afeta funcionários e doentes e pode revelar ainda mais infetados, porque se aguardam resultados de mais testes.

O conselho de administração do Centro Hospitalar do Oeste anunciou hoje a “existência de um surto de covid-19”, com dez infetados, entre funcionários e doentes, número que pode subir, pois faltam os resultados dos restantes testados.

Segundo a nota assinada pela presidente do conselho de administração, Elsa Baião, o primeiro caso foi detetado na sexta-feira, depois do resultado positivo de um doente internado, que tinha testado negativo anteriormente.  

O Centro Hospitalar do Oeste, que integra os hospitais de Caldas da Rainha, Peniche e Torres Vedras, testou todos funcionários e todos os pacientes dos serviços envolvidos. 

Elsa Baião disse à Lusa que o surto começou no serviço de Medicina do Hospital de Caldas da Rainha, mas como alguns doentes foram transferidos para as outras unidades do centro hospitalar (desconhecendo-se a infeção pelo novo coronavírus) o SARS-CoV-2 foi também detetado, pelo menos, numa das outras unidades.

“Até à presente data, foram já testados 24 doentes e 80 profissionais, confirmando-se que estão infetados quatro funcionários, todos assintomáticos, e seis doentes, aguardando-se ainda vários resultados, que serão conhecidos em breve”, adianta o comunicado enviado à agência Lusa.

A presidente do conselho de administração revelou ainda que mais pessoas poderão vir a ser testadas. “É preciso deixar passar o período de janela para não arriscarmos termos falsos negativos. Entre os doentes infetados não há nenhuma situação de gravidade clínica”, explicou.

Seis profissionais relacionados com este surto estão em isolamento profilático e os pacientes internados permanecem isolados. 

O conselho de administração garantiu que “foram cumpridas todas as regras impostas pela autoridade de saúde e procedeu-se à desinfeção dos serviços, de forma a que o hospital continue a ser um local seguro para a prestação de cuidados”. 

“Todos os serviços do Centro Hospitalar estão assegurados e continuam a funcionar na normalidade. Assim, apela-se a todos os utentes para que continuem a deslocar-se ao hospital, sempre que a sua situação clínica o exija, seja para atos programados seja em regime de urgência”, sublinha a nota.  

O Centro Hospitalar do Oeste “continua a desenvolver todos os esforços para contratar mais profissionais, o que irá permitir aumentar a capacidade de resposta dos serviços de saúde e garantir uma prestação de cuidados adequada às necessidades da população”.