Assinar Edições Digitais


Saúde

Covid-19: Hospital de Leiria vai ter área para doentes com suspeita de infeção respiratória

O objetivo é dar resposta adequada ao agravamento de
afluência devido à pandemia de Covid-19 e também ao aumento de outras infeções respiratórias agudas

O Hospital de Leiria vai ter uma Área Dedicada a Doentes com suspeita de Infeção Respiratória nos Serviços de Urgência, para responder ao “expectável agravamento da afluência” à unidade de saúde devido à pandemia, foi anunciado esta terça-feira, 3.

Numa nota de imprensa, o Centro Hospitalar de Leiria, que integra aquele hospital mais os de Pombal e de Alcobaça, informa que “está a criar uma Área Dedicada a Doentes com suspeita de Infeção Respiratória nos Serviços de Urgência” (ADR-SU), no Hospital de Santo André, em Leiria.

O objetivo é “garantir resposta adequada ao expectável agravamento da afluência devido ao crescimento epidémico da covid-19 e o aumento previsível da incidência de outras infeções respiratórias agudas”.

A nota refere que “as obras de construção terão início brevemente” e que a ADR-SU e nova área de internamento covid-19 vão “ocupar parte da área afeta atualmente ao Serviço de Medicina Física e Reabilitação”.

O espaço vai contar com uma sala de emergência, uma área de receção e espera, um gabinete de triagem, três gabinetes médicos, uma sala de tratamento e uma sala de observação com sete cadeirões e 10 macas.

O investimento contempla também “uma enfermaria com capacidade para alocar 20 camas, três quartos de isolamento e uma sala de raio-X portátil”.

A nova área “terá um acesso externo próprio, o que permite a separação dos circuitos dos doentes com suspeita de infeção respiratória aguda face aos restantes”, adianta a mesma nota.

Citado no documento, o presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar de Leiria, Licínio de Carvalho, considera que se trata de “mais uma medida de prevenção e controlo de infeção, que permite responder ao atual contexto de evolução epidemiológica regional e local, com uma dimensão adequada às necessidades atuais”.

Segundo o seu ‘site’, o CHL tem como “área de influência a correspondente aos concelhos de Batalha, Leiria, Marinha Grande, Porto de Mós, Nazaré, Pombal, Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos, Castanheira de Pera, Ansião, Alvaiázere, Ourém e parte dos concelhos de Alcobaça e Soure, servindo uma população de cerca de 400.000 habitantes”.

Em outubro, foi criada uma Rede de Áreas Dedicadas às Doenças Respiratórias, incluindo covid-19, na região de Leiria.

Segundo uma nota de imprensa conjunta do Centro Hospitalar de Leiria, Agrupamento de Centros de Saúde Pinhal Litoral e Município de Leiria, foi criada uma Rede de Áreas Dedicadas às Doenças Respiratórias nos centros de saúde, que disponibilizam horários de atendimento específico, com marcação presencial, telefónica ou por ‘e-mail’.

A complementar a rede, a Câmara de Leiria tem a funcionar no Estádio Municipal Dr. Magalhães Pessoa uma área de atendimento a doentes respiratórios na comunidade, para receber todos os utentes do agrupamento de centros de saúde referenciados pela Linha SNS 24, pelo centro de saúde onde estão inscritos ou pelo Centro Hospitalar de Leiria, entre as 14:00 e as 20:00, de segunda-feira a domingo.

Este agrupamento abrange os concelhos de Leiria, Batalha, Porto de Mós, Marinha Grande e Pombal.