Assinar Edições Digitais
Cultura Exclusivo

Leiria Paredes com História. “Estamos a fazer parte da história da arte em Portugal e no mundo”

Leiria Paredes com História completou quatro anos e Ricardo Romero diz que o festival já colocou Leiria no mapa da arte urbana. Em entrevista ao REGIÃO DE LEIRIA, o curador e responsável da associação Riscas Vadias discorda da crítica à falta de referências locais nas pinturas e garante que o projeto abriu portas ao trabalho de artistas da região.

A pintura do australiano Guido van Helten na avenida Marquês de Pombal é um dos destaques do legado do festival de arte urbana Foto: Joaquim Dâmaso Quatro anos depois, Leiria Paredes com História evoluiu como tinha imaginado?O que está a acontecer era totalmente expectável: a necessidade de balanços, haver pessoas que discordam… Desde o início a principal premissa foi ter em Leiria um conjunto de intervenções de arte urbana que não fossem única e exclusivamente decorativas. Mantemo-nos fiéis ao que eram os traços iniciais. No geral tem sido muito bem conseguido. Serviu para mostrar Leiria e até mesmo Portugal ao mundo a questão da arte urbana feita desta forma. Superou as expectativas.