Uma antiga cantina escolar em Porto de Mós vai ser requalificada para dar lugar à primeira incubadora de empresas do concelho, revelou o presidente da Câmara, Jorge Vala.

“A Incubamós será a primeira incubadora do concelho e pretende agregar o empreendedorismo, a incubação de empresas, o emprego e a formação”, afirmou Jorge Vala.

Segundo o autarca, em 2017, quando o atual executivo chegou à Câmara, a cantina escolar “servia para arrumos, estava desativada e fora da área do Centro Escolar de Porto de Mós”.

“Entendemos que aquele espaço, com estacionamento, proximidade à escola, no centro da vila, devia ser requalificado”, adiantou Jorge Vala, explicando que o projeto fazia parte do manifesto eleitoral da sua candidatura.

O presidente da câmara referiu que se pretende instalar no espaço uma incubadora de empresas “para jovens empresários, mas também um centro de empreendedorismo”, com sala de formação e pequeno auditório para conferências, além de “tudo o que tem a ver com o emprego”.

“O objetivo é também que o Gabinete de Inserção Profissional, que está no edifício municipal dos Gorjões, e o nosso Espaço Empresa, que funciona junto do Espaço do Cidadão, nos Paços do Concelho, passem para a antiga cantina”, declarou.

Para Jorge Vala, trata-se de “um projeto agregador de um conjunto de áreas muito vocacionadas para o empreendedorismo, para os jovens empreendedores terem o seu espaço”.

“Temos tido procura e estou certo de que, inclusive, poderemos potenciar o espaço com jovens do concelho que estão fora, nomeadamente em Lisboa e Leiria, e que já manifestaram vontade de poderem transferir a sua atividade para Porto de Mós”, acrescentou o autarca social-democrata.

O município conta começar o investimento ainda este ano, dado que o concurso está na fase final.

“A empreitada tem um valor base de cerca de 250 mil euros e depois mais 50 mil euros para a instalação”, disse Jorge Vala.