Assinar Edições Digitais
Covid-19

Covid-19: Último balanço das autoridades dá conta de mais 22 mortes na região

Metade dos óbitos pertencem ao concelho de Ourém. Dados das autoridades de saúde e municípios dão conta de mais 790 infeções e 386 recuperações.

Desde o dia 1 de janeiro, 177 pessoas faleceram na região com causas associadas à pandemia de Covid-19.

Nas últimas 24 horas, a atualização dos dados epidemiológicos da região de Leiria dá conta de mais 22 óbitos, 11 dos quais no concelho de Ourém. Este é o novo máximo diário de mortes por Covid-19 na região.

Ou seja, a cada dia do ano de 2021, pelo menos, sete pessoas perderam a vida na região, com causas associadas à doença. Há agora mais de 400 mortes, mais concretamente 411, contabilizadas neste território, desde março de 2020.

Além dos óbitos em Ourém, também os concelhos de Alcobaça (2), Figueiró dos Vinhos (2), Batalha (2), Pombal (2), Óbidos (1), Leiria (1) e Porto de Mós (1) verificaram o falecimento de novas vítimas.

Novas infeções atingem todo o território

Alcobaça é o concelho que regista um maior número de novas infeções, 163, seguido de Leiria, com 107 novas infeções, e Ourém, o concelho com mais doentes ativos e pelo segundo dia com valores de três dígitos. São mais 100 os casos de infeção.

Apesar dos elevados números que já se registam, o presidente de Câmara de Alcobaça, Paulo Inácio, alerta que a situação “não espelha” o que realmente está a acontecer na região.

“Estes são dados oficiais, mas não restam dúvidas que estão desatualizados, em virtude da implementação do novo sistema centralizado de informação, ao qual as autoridades locais de saúde não têm acesso imediato. Tal impossibilidade determina inevitavelmente uma desatualização dos números que não espelha a situação real da região, pois os números serão certamente superiores. No mínimo, estes dados não contemplam os ativos do dia de hoje. A situação epidemiológica no concelho e no país é deveras preocupante. Todos os cidadãos têm de estar conscientes da mesma e das adversidades que estas novas estirpes mais contagiosas representam para todo o território nacional”, partilhou o autarca na sua página de Facebook.

Mas o cenário não está melhor nos restantes 14 concelhos e acompanha a tendência crescente que se tem verificado no país. No total, hoje, sábado, há mais 790 casos de infeção pelo novo coronavírus na região (distrito de Leiria e concelho de Ourém)

Alvaiázere tem mais 56 pessoas que tiveram teste positivo, em Caldas da Rainha são 53, em Ansião há 51, em Pombal 49 e em Porto de Mós outras 48. No Bombarral há mais 46 casos, na Marinha Grande são 30, em Peniche 13 aos já confirmados, a Batalha tem mais 10, Óbidos 8, Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos mais 6 cada e Pedrógão Grande outros quatro.

Recorde-se que nos últimos dias os dados de vários Agrupamentos de Saúde não foram atualizados por falhas na comunicação dos dados e os números do ACES Pinhal Interior não eram atualizados desde dia 20.

O total de casos ativos continua a aumentar. Hoje, sábado, há mais 382 doentes do que ontem, subindo para 5.695 o total de casos ativos na região.

As recuperações continuam a ser em menor número do que os novos contágios: 386 doentes superaram a doença, menos de metade dos novos positivos, e dos 18.321 casos confirmados desde o início da pandemia, 12.215 já recuperaram.

As recuperações verificaram-se nos concelhos de Alcobaça (90), Leiria (89), Figueiró dos Vinhos (56), Óbidos (36), Porto de Mós (23), Pombal (21), Ourém (19), Bombarral (18), Alvaiázere (17), Marinha Grande (7), Batalha (6), Nazaré (3) e Pedrógão Grande (1).

Apenas Ansião, Caldas da Rainha, Peniche e Castanheira de Pera não registam recuperações.

Fonte: Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria, Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo e municípios.

Os dados referem-se aos 16 concelhos do distrito de Leiria e ao concelho de Ourém que, apesar de pertencer ao distrito de Santarém, mantém com Leiria grande proximidade e tem o Hospital de Santo André como hospital de referência.

Portugal com 274 mortes em 24 horas, novo máximo

Portugal registou hoje 274 mortes relacionadas com a covid-19, o maior número de óbitos em 24 horas desde o início da pandemia, e 15.333 casos de infeção com o novo coronavirus, também um novo máximo diário, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

O anterior máximo diário de casos de infeção tinha sido registado a 20 de janeiro (14.647) e Portugal ultrapassou hoje a barreira dos dez mil mortos desde o início da pandemia, em março do ano passado.

O boletim epidemiológico de hoje revela também que estão internadas 5.922 pessoas, mais 143 do que na sexta-feira, das quais 720 em unidades de cuidados intensivos, ou seja, mais cinco.

Estão hoje ativos 162.951, um aumento de 5.291 casos nas últimas 24 horas.

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 10.194 mortes associadas à covid-19 e 624.469 infeções com o coronavírus SARS-Cov-2.

As autoridades de saúde têm em vigilância 206.232 contactos, mais 5.502 relativamente ao dia anterior.

O boletim regista ainda que mais 9.768 pessoas foram dadas como recuperadas, fazendo subir para 451.324 o número de recuperados desde o início da pandemia.

Relativamente às 274 mortes registadas nas últimas 24 horas, 122 ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo, 65 na região Centro, 55 na região Norte, 23 no Alentejo e nove no Algarve. Não houve registo de mortos nas regiões autónomas de Madeira e Açores.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo – que representa um quarto das novas infeções e quase metade dos óbitos – foram notificadas 6.135 novas infeções, contabilizando-se até agora 214.830 casos, e 3.748 mortes.

A região Norte registou mais 4.020 novas infeções nas últimas 24 horas e, desde o início da pandemia, já contabilizou 280.156 casos e 4.020 mortes.

Na região Centro, registaram-se mais 2.933 casos, acumulando-se 87.095 infeções e 1.711 mortos.

No Alentejo, foram assinalados mais 651 casos, totalizando 21.372 infeções e 505 mortos desde o início da pandemia.

A região do Algarve tem hoje notificados mais 471 novos casos, somando 14.641 infeções e 157 mortos.

A Região Autónoma da Madeira registou 117 novos casos, contabilizando 3.195 infeções e 31 mortes por covid-19.

Na Região Autónoma dos Açores foram registados 34 novos casos nas últimas 24 horas, somando 3.180 infeções e 22 mortos.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções (mais elevado entre os 40 e os 49).

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 281.487 homens e 342.791 mulheres, referem os dados da DGS, segundo os quais há 191 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que estes dados não são fornecidos de forma automática.

Do total de vítimas mortais, 5.313 eram homens e 4.881 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nos idosos com mais de 80 anos, seguindo-se a faixa etária entre os 70 e os 79 anos.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 2.107.903 mortos, resultantes de mais de 98,1 milhões de casos de infeção, em todo o mundo, segundo o balanço de hoje feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, na cidade chinesa de Wuhan.

Com Lusa

Notícia atualizada às 15h14 e às 15h25 com dados nacionais