Assinar Edições Digitais


Covid-19

Covid-19: Autoridades dão conta de 726 casos de recuperação na região

Desde ontem foram confirmados ainda 77 novos casos positivos e seis óbitos. Total de ativos está abaixo dos três mil casos.

Pelo décimo dia consecutivo, o número de recuperações na região de Leiria é superior ao de novos casos de infeção.

Nas últimas 24 horas foram contabilizados 77 casos positivos, 6 óbitos e 726 recuperações.

O concelho de Ourém é aquele onde se verifica o maior número de recuperados, 220, seguido de Alcobaça com 193 recuperações e Caldas da Rainha, onde 122 pessoas superaram a doença.

Em Leiria registam-se 52 recuperações, em Peniche 34 e em Pombal mais 32. No Bombarral há 28 casos de recuperação, na Nazaré 14, em Ansião 11, em Porto de Mós e na Marinha Grande oito cada, tal como em Óbidos e Batalha com duas recuperações cada.

Com o total de 726 recuperações desde ontem, quarta-feira, o total de ativos na região de Leiria diminuiu para 2.597 casos (menos 655 do que ontem).

Ainda assim e com o confinamento geral a manter-se, pelo menos, até 1 de março, na sequência da renovação do estado de emergência, continuam a ser identificados casos de Covid-19 na região.

Esta quinta-feira foram confirmados mais 77 casos em 12 concelhos da região. Leiria lidera este grupo, com 25 novas infeções, seguido de Caldas da Rainha com mais 14 casos.

Abaixo da dezena de novos casos confirmados estão: Ourém (8), Batalha (6), Bombarral (5), Pombal (4), Peniche (4), Ansião (4), Óbidos (3), Marinha Grande (2), Nazaré (1) e Alcobaça (1).

Em Porto de Mós, pela primeira vez, desde outubro passado, não há novos casos de infeção confirmados. A informação foi avançada pelo autarca Jorge Vala.

Há a lamentar mais seis vítimas mortais com causas associadas à infeção provocada pelo novo coronavírus, em seis concelhos: Ansião, Batalha, Marinha Grande, Caldas da Rainha, Peniche e Pombal.

Faleceram desde o início da pandemia, em março de 2020, 768 pessoas na região de Leiria com causas ligadas à Covid-19.

Fonte: Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria, Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo e municípios. Os dados do ACES Pinhal Interior não se encontram atualizados, à excepção do concelho de Ansião.

Os dados referem-se aos 16 concelhos do distrito de Leiria e ao concelho de Ourém que, apesar de pertencer ao distrito de Santarém, mantém com Leiria grande proximidade e tem o Hospital de Santo André como hospital de referência.

Portugal com 105 mortes e 1.944 casos de infeção nas últimas 24 horas

Portugal registou hoje 105 mortes relacionadas com a covid-19 e 1.944 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

O boletim epidemiológico da DGS revela também que estão internados 3.819 doentes, menos 318 que na quarta-feira, dos quais 688 em cuidados intensivos, menos 31.

Nos últimos três dias saíram do internamento 1013 doentes, dos quais 96 das unidades de cuidados intensivos.

O número de internamentos hoje é o mais baixo desde 11 de janeiro, quando se registavam 3.983 casos.

Os dados divulgados hoje indicam ainda que 4.401 pessoas foram dadas como recuperadas, fazendo subir para 687.462 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

Há 18 dias consecutivos que o número de recuperados supera o de novas infeções.

Os casos ativos em Portugal continuam a registar uma diminuição. Hoje Portugal tem 89.613 casos ativos, menos 2.562.

Desde março de 2020, Portugal já registou 15.754 mortes associadas à covid-19 e 792.829 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2.

As autoridades de saúde têm em vigilância 107.553 contactos, menos 7.128 relativamente ao dia anterior, mantendo-se a tendência decrescente desde o dia 30 de janeiro.

De acordo com os últimos dados da Direção-Geral de Saúde, Portugal tem atualmente 556.331 pessoas vacinadas: 347.013 com primeira dose e 209.318 com a segunda dose.

(Notícia atualizada às 15h43 com divulgação dos dados nacionais)

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.