Assinar


Leiria

SEF constitui dois arguidos em Leiria por auxílio à imigração ilegal

Um casal é suspeito de angariar cidadãos ilegais para trabalharem no sector agrícola sem as devidas contrapartidas e com promessas de legalização

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) anunciou hoje que constituiu arguidos dois cidadãos estrangeiros por indícios da prática do crime de auxílio à imigração ilegal, no decurso de uma operação desencadeada esta quarta-feira em Leiria.

Segunda uma nota de imprensa, “foram executados mandados de busca à residência do casal, a viaturas e aos escritórios da empresa por eles gerida”.

Os inspetores apreenderam equipamentos informáticos, de comunicações e um “assinalável volume de documentos relacionados com a prática do crime de auxílio à imigração ilegal”.

A investigação realizada pelo SEF, sob coordenação do Ministério Público, relaciona-se diretamente com a conduta associada aos arguidos, pelo menos, desde de 2018.

De acordo com a nota, os arguidos são suspeitos de “promover a vinda de cidadãos estrangeiros para território nacional em situação irregular e pela angariação de cidadãos ilegais que já se encontravam no país, colocavam-nos a trabalhar em atividades agrícolas sem as contrapartidas remuneratórias devidas e com promessas de regularização documental que raramente cumpriam”.

Diversas ações de fiscalização realizadas pelo SEF a locais onde os arguidos colocavam os trabalhadores, no distrito de Leiria, permitiram identificar e sinalizar cidadãos estrangeiros em situação de fragilidade e precariedade que, apenas por necessidade absoluta, mantinham-se ao serviço, sempre na expectativa da obtenção de documentos de residência.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.