Assinar
Covid-19

Covid-19: Atividade epidémica está controlada no Centro mas otimismo é “moderado”

O coordenador regional do Centro para o acompanhamento da situação de calamidade causada pela Covid-19 esteve na Batalha e assistiu ao início da vacinação de professores e pessoal não-docente.

Com cerca de 300 mil doses de vacina anti-Covid-19 ministradas na região Centro, a atividade pandémica está “controlada” mas o otimismo é moderado, afirmou hoje o coordenador regional do Centro para o acompanhamento da situação de calamidade causada pela Covid-19.

João Paulo Rebelo esteve na Batalha este sábado, 27 de março, inaugurando na qualidade de secretário de Estado do Desporto e Juventude o complexo de ténis e de padel e assistiu ao lançamento do Campeonato Nacional de Trail. Na ocasião afirmou que no Centro o combate à pandemia está “a correr bem”.

“Na região centro a atividade epidémica está de facto controlada, temos vindo a baixar. Tivemos momentos mais preocupantes em alguns concelhos, mas hoje felizmente a taxa de incidência a 14 dias tem vindo progressiva e solidamente a baixar a cada dia”, disse o coordenador, que acompanhou na ExpoSalão o arranque da vacinação de professores e outro pessoal não-docente.

“A grande esperança é o processo de vacinação. Já foram dadas cerca de 300 mil vacinas no Centro. O país já demonstrou que tem a capacidade logística, organizativa e operacional. Haja vacinas para que atinjamos o mais rapidamente possível a almejada imunidade de grupo. Que ela aconteça o mais rapidamente possível”, disse João Paulo Rebelo, considerando a vacinação de pessoal docente e não-docente “mais um passo importante”, depois da retoma do ensino presencial no pré-escolar e no 1º ciclo e, nos próximos dias, também no 2º e 3º ciclos.

Apesar da evolução favorável do cenário pandémico, para o coordenador regional, “o otimismo em relação ao futuro é moderado”, porque “este vírus já nos demonstrou que de um dia para o outro nos pode surpreender”.

“Continuamos cautelosamente e cuidadosamente a fazer o que temos a fazer”, disse João Paulo Rebelo, que há um ano assumiu funções como coordenador da situação no Centro, articulando os setores da saúde, segurança social, forças de segurança, educação e outras.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.