Assinar


Figueiró dos Vinhos

Jorge Abreu candidata-se ao terceiro mandato em Figueiró dos Vinhos

Jorge Abreu, 56 anos e quadro da indústria farmacêutica, é presidente da Câmara de Figueiró dos Vinhos há dois mandatos. Esteve antes quatro anos como vereador do PS.

O atual presidente da Câmara de Figueiró dos Vinhos, o socialista Jorge Abreu, vai recandidatar-se ao cargo, para um terceiro e último mandato, nas próximas eleições autárquicas, disse hoje o autarca à Lusa.

Com uma candidatura aprovada “por unanimidade” na Comissão Política Concelhia de Figueiró dos Vinhos, na sexta-feira, Jorge Abreu afirmou que, “podendo dar continuidade ao projeto de desenvolvimento do concelho”, no distrito de Leiria, “não seria justo” não se submeter de novo ao sufrágio dos munícipes.

“É uma questão de coerência e também de responsabilidade”, salientou, recordando que esta é uma “altura crucial”, sobretudo para os concelhos do interior, por causa dos fundos europeus da ‘bazuca’.

Jorge Abreu lembrou que os primeiros seis anos dos seus dois mandatos foram dedicados a “liquidar um saneamento financeiro de um milhão por ano”. “Isso limitou muito o desenvolvimento, quer a nível de criar infraestruturas, quer a nível empresarial, para captar empresas e conseguir criar postos de trabalho para fixar pessoas”, constatou, salientando que um dos objetivos é conseguir “estagnar o êxodo da população jovem” e “depois tentar que regressem, através da criação de postos de trabalho”.

“Só depois de conseguirmos ultrapassar a fase do endividamento é que conseguimos ir ao encontro das perspetivas dos figueiroenses, como a baixa de impostos. Já conseguimos ter o IMI [Imposto Município sobre Imóveis] no mínimo permitido por lei”, anunciou.

O candidato tem como principal objetivo o “desenvolvimento de Figueiró dos Vinhos” nas várias vertentes, incluindo turística.

Considerando que o executivo já conseguiu uma “base sólida”, o autarca disse que tem conseguido captar cada vez mais empresas e projetos “extremamente significativos”, que irão “criar muitos postos de trabalho”.

Mesmo que não seja reeleito, considerou, todos esses projetos estão praticamente finalizados, pelo que “outros poderão dar-lhes continuidade”.

“Sinto que tenho responsabilidade para com a população. O que me move a mim e à minha equipa é o interesse da região, em particular o de Figueiró dos Vinhos. Queremos desenvolver este concelho”, insistiu.

Jorge Abreu revelou ainda que irá manter a sua equipa e a maioria dos cabeças de lista à Assembleia Municipal e Juntas de Freguesia: “Apenas o presidente da junta de Aguda não pode recandidatar-se por limitação de mandatos”, disse.

Se for eleito como vereador da oposição, o candidato disse que a sua postura não se assemelhará à do PSD.

“Têm tido uma posição de crispação, pouca colaboração e sempre a denegrir a imagem dos figueiroenses e do nosso executivo. Se ficarmos na oposição, os figueiroenses podem contar com a nossa colaboração”, prometeu.

Jorge Abreu, 56 anos e quadro da indústria farmacêutica, é presidente da Câmara de Figueiró dos Vinhos há dois mandatos. Esteve antes quatro anos como vereador do PS.

Foi jogador, diretor e presidente da Associação Desportiva de Figueiró dos Vinhos, clube a que esteve ligado 30 anos. Pertenceu ainda à direção da Santa Casa da Misericórdia, que abandonou quando foi eleito presidente da autarquia.

Nas eleições autárquicas de 2017, o PS conquistou três mandatos, com 46,59% dos votos, a coligação PSD/CDS-PP obteve um mandato, com 29,56% dos votos, e o MFI – Movimento Figueiró Independente também garantiu um mandato, com 19,63%.

Luís Filipe Silva é o candidato do PSD à Câmara de Figueiró dos Vinhos.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.