Assinar
Leiria

Monte Real entrega último F16 à Roménia

Configuração das aeronaves foi realizada em Monte Real, base onde se encontram alojados os F16 das duas esquadras de voo nacionais.

A Força Aérea entregou, esta quarta-feira, o quinto e último F-16 à Força Aérea Romena (ROAF).

A aeronave, com o número de cauda 15134 – 1615, “faz parte do contrato de alienação adicional de aeronaves F16 celebrado com a Roménia em 23 de dezembro de 2019”.

No ano passado, foram entregues as outras aeronaves e com a entrega deste caça fica completa a primeira de três fases do contrato, adianta a Força Aérea em comunicado. O negócio avaliado em 130 milhões de euros foi formalizado em Monte Real em janeiro de 2020.

As próximas duas fases do contrato celebrado com a Roménia estão previstas para 2023 e 2024 e a Força Aérea continuará a ter um papel central neste processo, com a atualização da configuração das aeronaves, de M5.2R para M6. Esse upgrade, explica a Força Aérea Portuguesa, acontecerá em “todas as dezassete aeronaves F16 que a ROAF agora dispõe”.

A Base de Monte Real (BA5) terá um papel primordial nestas fases, tal como tem realizado até aqui, já que os testes no solo e em voo da nova configuração M6 em duas aeronaves F16 romenas vão acontecer na base militar existente no concelho de Leiria, “seguindo-se depois um apoio técnico local, na Roménia, para a atualização de parte das restantes quinze aeronaves”. Os primeiros 12 F16 que Portugal vendeu à Roménia foram entregues em 2017, seguindo-se um período de acompanhamento de um ano, na Roménia.

Em comunicado, a Força Aérea acrescenta que “paralelamente, a FA está e continuará a ministrar formação a técnicos romenos, ROAF e da Aerostar (indústria aeronáutica romena), em Inspeções de Fase e manutenção de terceiro escalão (D-Level) do motor F100-PW-220E, que equipa aquelas aeronaves”.

Fotos: Força Aérea

Por último, a FA mantém na Roménia uma equipa de On-Site Support, para prestação de apoio técnico local permanente à ROAF, que se estenderá, previsivelmente, até ao final do primeiro trimestre de 2023.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.