Assinar
Marinha Grande

Município da Marinha Grande instala 200 armadilhas para vespa asiática

O atrativo colocado nas armadilhas será trocado quinzenalmente, momento em que serão também contabilizadas as vespas capturadas.

São 200 as armadilhas seletivas para vespa asiática que a Câmara da Marinha Grande está a instalar no concelho, através do Serviço Municipal de Proteção Civil.

Os equipamentos estão identificados com um rótulo e serão monitorizados a cada quinze dias para “troca de atrativos e contagem das vespas capturadas”, explica o município, em comunicado.

As armadilhas servem para capturar as fêmeas fundadoras, antes da formação de novos ninhos, de forma a “reduzir o número de ninhos e, consequentemente, evitar a reprodução e aumento exponencial” da espécie adulta.

Este método já foi colocado em prática em 2020 e permitiu a captura de 4.500 vespas asiáticas no concelho. Segundo a autarquia, foram ainda detetados e destruídos 106 ninhos.

Em caso de avistamento da espécie ou de ninhos, os cidadãos deverão contactar a Câmara da Marinha Grande através do contacto 244 573 300 ou do e-mail proteccao.civil@cm-mgrande.pt.

À semelhança da Marinha Grande, outros concelhos da região de Leiria estão a utilizar este método para a captura da vespa asiática. A Câmara de Porto de Mós distribuiu, em março, 100 armadilhas para o mesmo efeito.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.