Assinar


Mercado

Europe Direct de Coimbra e Leiria aposta no Pacto Ecológico e na era digital

Em Portugal, existem 15 centros Europe Direct que funcionam como “espaço de diálogo pró-ativo e contínuo com os cidadãos, para promover o projeto europeu”.

Europe Direct Região de Coimbra e de Leiria

O Europe Direct de Coimbra e de Leiria, que hoje começou a funcionar, aposta este ano na concretização do Pacto Ecológico Europeu e na preparação para a era digital, foi anunciado na abertura do espaço.

“Em 2021, iremos privilegiar as duas prioridades da Comissão Europeia (CE), que são o Pacto Ecológico Europeu e uma Europa preparada para a era digital”, afirmou na cerimónia, em Coimbra, o secretário executivo da Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra, Jorge Brito.

O Pacto Ecológico é o roteiro para tornar a economia sustentável no conjunto dos 27 estados membros, objetivo que a União Europeia quer alcançar “transformando os desafios climáticos e ambientais em oportunidades em todos os domínios de intervenção e tornando a transição justa e inclusiva para todos”.

“Os espaços Europe Direct têm e terão um papel crucial para o sucesso deste futuro a 27, através da organização de atividades para envolver os cidadãos no debate sobre o estado atual e o futuro do projeto europeu, da criação de relações de proximidade com diferentes entidades, empresas, sociedade civil e meios de comunicação social locais e na ajuda às instituições europeias no sentido de entenderem melhor as sensibilidades, preocupações e opinião pública nas suas áreas geográficas”, defendeu Jorge Brito.

O geógrafo disse à agência Lusa que o centro Europe Direct Região de Coimbra e de Leiria, organizado pela CIM de Coimbra, presidida pelo autarca de Oliveira do Hospital José Carlos Alexandrino, dispõe de três funcionários, mas “grande parte do trabalho faz-se também fora de portas”, envolvendo “toda uma rede de colaboradores”.

“É um trabalho sempre coordenado com a Representação da CE e o Gabinete do Parlamento Europeu (PE) em Portugal, entidades com quem há uma ligação diária para alguma homogenização”, adiantou, explicando que as atividades do centro, com sede em Coimbra, terão igualmente “uma articulação com a CIM da Região de Leiria”.

O novo espaço “está disponível para todos, através da divulgação de informações ou do apoio a iniciativas externas”, incluindo no âmbito dos debates da Conferência sobre o Futuro da Europa, segundo Jorge Brito.

Em Portugal, existem 15 centros Europe Direct, 13 dos quais no Continente e dois nas regiões autónomas dos Açores e da Madeira.

Cada um funciona como “espaço de diálogo pró-ativo e contínuo com os cidadãos, para promover o projeto europeu”, e incentiva os cidadãos a participarem “plenamente no processo democrático europeu”, de acordo com a CE.

Na sessão, intervieram ainda o chefe do Gabinete do PE, Pedro Valente, o presidente da Câmara de Montemor-o-Velho, Emílio Torrão, e a gestora do Europe Direct de Coimbra e de Leiria, Paula Silvestre.

O programa contou também com contributos, através de vídeo, da Comissária Europeia da Coesão e Reformas, Elisa Ferreira, e da chefe da Representação da CE em Portugal, Sofia Colares Alves.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.