Assinar
Autárquicas 2021

Autárquicas: Apresentação dos candidatos da CDU ‘abençoada’ por chuva torrencial

Sérgio Silva é o candidato à presidência da Câmara de Leiria e Joana Cartaxo à Assembleia Municipal.

Se o velho ditado estiver correto e a chuva for, efetivamente, sinal de bênção, então a CDU avança para as próximas eleições autárquicas com um bom presságio.

Ângelo Alves, membro da Comissão Política do Comité Central do PCP, marcou presença na sessão

A apresentação pública dos candidatos da Coligação Democrática Unitária (CDU) – PCP/PEV, que decorreu na tarde deste sábado, ao ar livre, arrancou numa tarde de muito sol e calor, que depressa se transformou em chuva torrencial e granizo.

As primeiras ameaças de chuva começaram enquanto discursava Joana Cartaxo, primeira candidata do partido à Assembleia Municipal de Leiria, na cerimónia que teve lugar junto à Sede do Rancho Folclórico da Região de Leiria, próximo da Mata dos Marrazes.

Para a candidata independente, este é o “assumir do compromisso em continuar a reforçar a luta que temos tido neste órgão municipal tão importante, o mais representativo dos leirienses”.

Natural de Leiria, de 45 anos, Joana Cartaxo tem representado a CDU na Assembleia Municipal de Leiria desde 2019.

A candidata acredita que “em termos de combatividade, projeto e luta em torno de matérias concretas a CDU é a verdadeira alternativa para a cidade de Leiria representada na Assembleia Municipal”.

Entre a extensa lista de ‘batalhas’ que a leiriense quer levar ao órgão municipal estão a criação de mais espaços verdes, nomeadamente no que diz respeito à requalificação da Mata dos Marrazes, razão na origem da escolha do local para a cerimónia.

A sua intervenção terminou com críticas ao executivo do PS que, considera, “com a indiferença do PSD, já deu provas de que não tem qualquer estratégia para o concelho”.

Apresentado como “um homem desta terra”, Sérgio Silva, primeiro candidato do partido à Câmara Municipal de Leiria, foi obrigado pelas condições meteorológicas a ‘atalhar caminho’ e encurtar o discurso que trazia planeado.

Entre os primeiros pingos de chuva, sobrou tempo para afirmar que “o concelho de Leiria necessita de um projeto novo que rompa com estes anos de imobilismo e má gestão”.

As críticas ao atual executivo municipal marcaram o discurso: “Nos últimos 12 anos, (…) o concelho não resolveu nenhum dos grandes problemas com que se confrontava e não realizou a devida manutenção e reabilitação das infraestruturas e equipamentos municipais”, afirmou.

O candidato, natural dos Marrazes, considera que “a Câmara que não cumpre o que promete entretém-se e entretém [os cidadãos] com um mundo virtual e quimérico construído com recurso a doses massivas de propaganda”.

A reorganização dos serviços do universo municipal, a modernização administrativa e a transformação digital são algumas das bandeiras da candidatura de Sérgio Silva, bem como o ordenamento do território e a regulação do uso dos solos no concelho de Leiria.

“Sabemos de onde vimos, em que ponto estamos e para onde queremos ir”, garantiu.

Na cerimónia deste sábado houve ainda espaço para intervenções de Ângelo Alves, da Comissão Política do Comité Central do PCP e responsável pela Organização Regional de Leiria, e Heloísa Apolónia, da Comissão Executiva Nacional do Partido Ecologista “Os Verdes”.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.