Assinar
Sociedade Exclusivo

Guerra colonial nas bolanhas da Guiné

Armando Pinheiro integrou a Companhia de Fuzileiros nº 7 e, em maio de 1965, rumou à Guiné para uma comissão de dois anos. Aqui faz relato dessa sua aventura, “nascida de uma declarada ingenuidade acerca da natureza da guerra”.

Fuzileiros portugueses da companho n.º 7 na guerra colonial na Guiné

Texto: Armando Pinheiro*