combatentes

Guerra colonial nas bolanhas da Guiné

Armando Pinheiro integrou a Companhia de Fuzileiros nº 7 e, em maio de 1965, rumou à Guiné para uma comissão de dois anos. Aqui faz relato dessa sua aventura, “nascida de uma declarada ingenuidade acerca da natureza da guerra”.

Pergunta da semana

A lei da paridade deve ser alterada para equilibrar o número de homens e mulheres como cabeças de lista aos órgãos autárquicos?

Responder agora

Angola: uma história de vida

Joaquim Chito Rodrigues, tenente-general do Exército e presidente da Liga dos Combatentes, escreve algumas vivências e relacionamentos com Angola, sublinhando que, no ano em curso, se completam 60 anos sobre o eclodir dos acontecimentos naquele país.

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.