Assinar
Covid-19

Covid-19: Região regista 129 novos casos e 24 recuperações

Leiria, Alcobaça e Marinha Grande contam com maior aumento de novos casos

As autoridades de saúde confirmaram 129 novos casos de pessoas com Covid-19 na região, nas últimas 24 horas. Os concelhos onde se registou um maior aumento foram Leiria (47), Alcobaça (17) e Marinha Grande (14), os únicos com registos acima da dezena.

Ainda assim, há novos casos a assinalar em Pombal, Caldas da Rainha e Nazaré (9 casos em cada um dos concelhos), Porto de Mós (8), Peniche (6), Batalha (4) e Óbidos e Ourém com três novos casos, cada.

No que se refere a recuperações, há 24 assinaladas na informação divulgada pelas autoridades. Leiria e Alcobaça (com 9 recuperações, cada) concentram a grande maioria das recuperações.

Em Caldas da Rainha, quatro pessoas recuperaram da doença, havendo ainda nota para duas recuperações em Porto de Mós.

As autoridades reviram ainda em baixa o número de recuperados no concelho de Pombal (com menos duas recuperações).

Importa frisar que se registaram 129 novos casos e 24 recuperações relacionadas com a Covid-19, mas que estes dados resultam de uma atualização dos dados que, no caso do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Pinhal Litoral, não acontecia desde dia 16.

Todavia, não se registou a atualização de dados referentes ao ACES Pinhal Interior Norte e ao município do Bombarral.

Fonte: Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria, Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo e municípios. Dados acumulados desde o início da pandemia em março de 2020. Os dados relativos aos municípios do ACES Pinhal Interior Norte são relativos a 15 de julho.

Com base nos dados oficiais disponíveis até hoje, a região de Leiria registou desde o início da pandemia, em março de 2020, 31.702 casos confirmados, 29.831 recuperações e 885 óbitos. Há 986 casos ativos.

Os dados divulgados pelo REGIÃO DE LEIRIA referem-se aos 16 concelhos do distrito de Leiria e ao concelho de Ourém que, apesar de pertencer ao distrito de Santarém, mantém com Leiria grande proximidade e tem o Hospital de Santo André como hospital de referência.

Novo aumento de internados em Portugal, 1.855 novas infeções e oito mortes

Portugal registou nas últimas 24 horas um novo aumento no número de pessoas internadas com covid-19, 1.855 novas infeções e oito mortes, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

Hoje estão internadas 851 pessoas, mais 46 do que no domingo, e 181 estão em unidades de cuidados intensivos, onde foram internadas mais cinco pessoas nas últimas 24 horas.

A maioria das novas infeções por SARS-CoV-2 (755) regista-se hoje na região Norte, enquanto em Lisboa e Vale do Tejo há mais 624 pessoas contagiadas.

Desde o início da pandemia, já foram diagnosticadas 932.540 pessoas com o SARS-CoV-2.

As oito mortes das últimas 24 horas registaram-se nas regiões de Lisboa (cinco), Algarve (duas) e Norte (uma).

Segundo os dados da DGS, até agora, morreram em Portugal 17.215 pessoas vítimas de covid-19: 9.037 homens e 8.178 mulheres.

De acordo com a autoridade de saúde, Portugal tem agora 52.236 casos ativos (mais 465), tendo recuperado da infeção nas últimas 24 horas mais 1.382 pessoas, o que aumenta para 863.089 o número de recuperados desde o início da pandemia.

O número de contactos em vigilância está nos 79.883, mais 173 nas últimas 24 horas.

A região de Lisboa e Vale do Tejo contabiliza agora 364.615 casos de infeção e a região Norte, 362.040, refere a DGS.

No Centro registaram-se 127 novos casos (126.560 no total), no Alentejo há mais 61 casos (32.464 no total), no Algarve 231 novas infeções (total de 29.768), na Madeira 25 novos casos (10.247) e nos Açores mais 32, para um total de 6.846.

Lisboa e Vale do Tejo é a região com mais óbitos (7.341), seguindo-se o Norte (5.382), o Centro (3.035), o Alentejo (976), o Algarve (377), a Madeira (70) e os Açores (34).

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação disponibilizada no boletim da DGS.

Com Lusa

Notícia atualizada às 15h20 com dados nacionais.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.