Assinar


Pombal

Criança de 12 anos morre afogada após cair em açude no rio Arunca em Pombal

Alerta para o caso sucedeu às 16h48.Alerta para o caso sucedeu às 16h48.“Chegados os meios ao local, a criança, de 12 anos, do sexo masculino, encontrava-se em paragem cardiorrespiratória”, refere fonte da Proteção Civil.

imagem de um v

Uma criança de 12 anos morreu hoje afogada num açude no rio Arunca, na cidade de Pombal, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Leiria (CDOS).

Segundo a mesma fonte, o alerta foi feito às 16h48 “para uma criança caída na água”.

“Chegados os meios ao local, a criança, de 12 anos, do sexo masculino, encontrava-se em paragem cardiorrespiratória”, referiu.

O adjunto de comando dos Bombeiros Voluntários de Pombal, João Carlos, explicou que “as manobras de reanimação foram iniciadas imediatamente por uma pessoa que assistiu à situação e foram continuadas pela PSP”, e, após a chegada dos bombeiros e dos elementos da ambulância de suporte imediato de vida, a vítima “foi assistida por estas duas equipas”.

Depois, quando a viatura médica de emergência e reanimação de Coimbra chegou, o menor foi transportado para o Hospital Distrital de Pombal, onde foi declarado o óbito, acrescentou João Carlos.

Onze operacionais, apoiados por seis viaturas, da PSP, Bombeiros Voluntários de Pombal e Instituto Nacional de Emergência Médica, foram mobilizados para o local, informou o CDOS.

Numa nota de pesar publicada na sua página do Facebook, a Câmara de Pombal refere que foi “com muita tristeza” que recebeu a notícia da morte da criança, na zona do Parque do Açude, em Flandes, “endereçando à família e amigos as sentidas condolências”.

“O Município de Pombal aproveita o trágico acontecimento para alertar que aquela zona do rio Arunca não é uma praia fluvial, não se encontra vigiada e é inadequada para banhos.”, adianta a mesma publicação.

A autarquia do distrito de Leiria alerta também “para a necessidade de ser adotada sempre uma cultura de segurança e prevenção, redobrando os cuidados junto à linha de água, nomeadamente por parte de pessoas adultas que acompanham crianças e jovens nos seus momentos de lazer e de divertimento”.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.