Assinar
Leiria

Diplomada do Politécnico de Leiria vence prémio que empodera mulheres na tecnologia

Ex-estudante tem o cargo de líder de equipa na empresa Deloitte

Ana Silvério, diplomada em Informática para a Saúde e mestre em Gestão de Sistemas de Informação Médica na Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) do Politécnico de Leiria, é a vencedora do prémio Portuguese Women in Tech 2021 na categoria Software Developer (programador).

Rute Leite Ferreira, diplomada em Engenharia Informática na ESTG, na mesma categoria, conseguiu o top 3 nacional. O concurso, que visa empoderar as mulheres no panorama tecnológico nacional, dando-lhes visibilidade, networking (contactos/referências) e mentoria, teve os seus vencedores anunciados na quarta-feira,14.

Ana Silvério distinguida no Portuguese Women in Tech 2021 na categoria Software Developer

“Este prémio é o reflexo do trabalho de todas nós, porque não conseguimos evoluir e atingir os nossos objetivos se trabalharmos sozinhas. Representa o trabalho que fazemos diariamente e permite o reconhecimento das mulheres no mundo tecnológico. Num mundo onde tudo é instantâneo, é importante termos tempo para parar, apreciar e reconhecer o esforço e a dedicação do nosso trabalho.

Existem cada vez mais mulheres a trabalhar em tecnologia e são iniciativas como esta que nos permitem reconhecer isso mesmo e mostrar que é possível”, afirma Ana Silvério citada em comunicado.

Líder de equipa na Deloitte, Ana Silvério é ainda professora auxiliar no Politécnico de Leiria. Entre 2013 e 2014, participou no programa Microsoft Student Partner como embaixadora da Microsoft, organizando eventos para dar a conhecer a marca junto dos alunos do Politécnico de Leiria.

Em 2014 começou a trabalhar na Deloitte. Iniciou-se num estágio, ascendeu a programadora e programadora experiente, e chegou a líder de equipa.

Ana Silvério acrescenta que muito do seu percurso se deve aos professores que teve. Atualmente, “esta relação mantém-se, continuo a ter uma ligação ao Politécnico de Leiria, através do programa BrightStart (programa de aceleração de competências na área das Tecnologias Informáticas, que conjuga a teoria com a prática), onde já tive oportunidade de lecionar duas unidades curriculares juntamente com outros professores desta instituição”, lê-se no mesmo comunicado.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.