Assinar
Marinha Grande

Joaquim Correia nasceu 101 anos e há visitas gratuitas ao museu batizado com o nome do mestre

Joaquim Correia, “um dos maiores expoentes no campo da criação artística do concelho da Marinha Grande”, faleceu em fevereiro de 2013

Museu com entrada gratuita durante todo o dia, visitas guiadas e um concerto marcam, no próximo sábado, o centésimo primeiro aniversário do nascimento de Joaquim Correia.

Professor e escultor, Joaquim Correia, “um dos maiores expoentes no campo da criação artística do concelho da Marinha Grande”, faleceu em fevereiro de 2013, aos 92 anos. Deixou, todavia, a obra que continua a ser possível conhecer no museu com o seu nome, na cidade vidreira.

E este sábado, quando se assinalam 101 anos do nascimento do mestre Joaquim Correia, como é conhecido, o museu abre portas aos visitantes, para além de assegurar visitas guiadas  – às 11 e às 15 horas, direcionadas a um grupo limitado de visitantes e sujeitas a reserva para o email museu.jcorreia@cm-mgrande.pt.

Está igualmente agendado um concerto de aniversário pela Orquestra Juvenil da Marinha Grande, para as 18 horas. Mais uma vez, o evento tem lugares limitados sujeitos a reserva para o mesmo email.

Joaquim Correia nasceu em 1920. Oriundo de uma família de mestres vidreiros, foi admitido, aos 20 anos de idade na Escola Superior de Belas Artes do Porto, tendo concluído o curso na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa.

Entre outras distinções e atividades, Joaquim Correia foi “autor de numerosas estátuas, baixo-relevos e medalhas que figuram em lugares públicos e privados em Portugal e no estrangeiro. A sua obra está representada em vários museus nacionais e em várias coleções nacionais e estrangeiras”, nota o município da Marinha Grande.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.