Assinar
Exclusivo

Fim do uso obrigatório na rua não agrava negócio das máscaras que já estava em queda

A diminuição da procura registada nos últimos meses, devido ao aumento da concorrência e das importações, foi melhor resolvida pelas empresas que não se dedicaram em exclusivo às máscaras

Os fabricantes de máscaras não esperam um impacto significativo na produção em resultado da diminuição da procura devido ao fim do uso obrigatório na rua. O mercado já está há meses a acomodar-se à diminuição das margens do negócio e à concorrência.