Assinar
Autárquicas 2021

Marinha Grande: Sedes de campanha estão ainda vazias e aguardam resultados

Início da noite começou tranquilo, talvez demasiado, para um serão que se prevê disputado.

Os resultados começam a ser conhecidos gota a gota. E se o + MPM conseguiu ganhar a primeira mesa de voto onde os resultados foram conhecidos, o PS também já teve oportunidade de celebrar. Ainda assim os festejos estão muito longe daquilo que se espera que acontece dentro de algumas horas.

Na Marinha Grande, pelas 21 horas, momento em que foram conhecidas as primeiras projeções nacionais, as sedes de campanha estavam despidas. No PSD, a porta estava aberta mas o movimento de entrada ou saída da sede era nulo. Lá dentro, alguns elementos social-democratas faziam as primeiras análises.

O cenário era muito semelhante no PS. Menos de dez pessoas estavam na sede dos socialistas, no centro histórico. Duas deles, um deles candidato a uma junta de freguesia desdobrava-se entre mensagens e chamadas de telemóvel para contabilizar os votos. Cidália Ferreira chegou sozinha, pelas 21h30, e fechou-se na sala de contagem de votos.

Uns metros mais abaixo, na CDU, o som que se escutava era de Zeca Afonso, com o tema “Traz outro amigo também”. Lá dentro um palco preparado para o discurso da noite e várias mesas com algumas pessoas sentadas, entre elas a candidata Alexandra Dengucho.

Na avenida Vitor Gallo, a sede do + MpM montou uma esplanada no exterior, para acompanhar a transmissão da noite eleitoral através da emissão da Rádio Clube Marinhense. No interior, o candidato Aurélio Ferreira seguia com atenção a contagem dos votos, satisfeito por ter ganho “a primeira mesa a ser conhecida” mas prefere “ir com calma”. Ainda há muitos votos para contar, adiantou ao REGIÃO DE LEIRIA.

Recorde-se que o PS venceu as eleições em 2017, elegendo três vereadores para a autarquia. O MpM elegeu dois e a CDU outros dois.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.