Assinar
Sociedade

Padre exorcista em prisão preventiva por suspeitas de violar mulher

Segundo a Polícia Judiciária, Humberto Gama “aproveitou-se da fragilidade e vulnerabilidade da vítima”.

imagem do padre exorcista humberto gama a segurar um crucifixo

Humberto Gama, antigo padre conhecido em Fátima pela prática de exorcismo, foi detido no passado dia 24 de dezembro, em Murça, distrito de Vila Real, por suspeitas de violar uma mulher de 47, tendo sido presente a tribunal e ficado em prisão preventiva, adiantou à Lusa fonte da Polícia Judiciária.

Segundo a fonte, a violação terá acontecido a 21 de dezembro em Murça durante a realização de uma sessão de exorcismo.

“Aproveitou-se da fragilidade e vulnerabilidade da vítima de 47 anos”, considerou a PJ de Vila Real.

Depois de ter sido detido, o antigo padre de 82 anos foi presente ao Tribunal de Instrução Criminal, ficando a aguardar julgamento em prisão preventiva, medida de coação mais gravosa.

Este homem já havia sido detido, noutras ocasiões, nomeadamente em Fátima, por factos semelhantes, avançou a PJ.

A 4 de março de 2011, Humberto Gama foi capa do REGIÃO DE LEIRIA na sequência de queixas e pedidos de informação que chegaram ao Santuário de Fátima e à Secretaria Episcopal de Leiria sobre o uso do título de padre e de vestes sacerdotais. Na ocasião, Humberto Gama acusou a Igreja Católica de o querer silenciar.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.

Artigos de opinião relacionados