Assinar
Leiria

Seca moderada já atinge meio distrito e falta de água preocupa no Oeste

Em novembro, a seca moderada chegava ao norte do distrito de Lisboa, mas em final de dezembro de 2021 alargara-se para a metade sul do distrito de Leiria

Com o sul do distrito em situação de seca meteorológica moderada e sem perspetiva de chuva nos próximos dias, a situação de seca deverá prolongar-se na região. E já há alguns sectores que manifestam preocupação.

De acordo com as previsões, a situação de seca no distrito tem condições para continuar no tempo. De facto, para os próximos dez dias, as previsões avançadas pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) afastam cenários de precipitação significativa. A probabilidade de precipitação em Leiria raramente ultrapassa os 10 por cento e o céu limpo ou com poucas nuvens, são constantes nas previsões. 

Entretanto, o boletim de previsão alargada para as semanas de 17 de janeiro a 13 de fevereiro, publicado pelo IPMA, volta a apontar para uma maior probabilidade de níveis de precipitação abaixo do usual para a época.

Para esta semana, o IPMA fala numa probabilidade superior a 70 por cento da precipitação total semanal ser inferior ao normal, um valor que é de 60 a 90 por cento no se que refere à semana seguinte. Sem apontar previsões para a precipitação para a última semana de janeiro, o IPMA volta a sinalizar uma tendência de precipitação abaixo do usual para a primeira semana de fevereiro.

E no Oeste, há já sinais de que a falta de água pode ser um problema. A falta de chuva começa a preocupar a Associação Interprofissional de Horticultura do Oeste (AIHO), que alerta que há agricultores a regar as culturas, o que não é costume nesta altura do ano, disse hoje o presidente Sérgio Ferreira.

“A situação preocupa se continuar sem chover e se viermos a ter falta de água nos próximos meses, porque não temos grandes reservas de água e a que temos é à superfície, adianta Sérgio Ferreira, citado pela agência Lusa.

Distribuição espacial do índice de seca meteorológica a 30 novembro (esq.) e a 31 dezembro 2021 (dir.) Fonte: IPMA

A horticultura é o principal subsetor agrícola mais dependente de água na região que engloba os concelhos de Alcobaça, Bombarral, Caldas da Rainha, Nazaré, Óbidos e Peniche, do distrito de Leiria, e por Alenquer, Arruda dos Vinhos, Cadaval, Lourinhã, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras, do distrito de Lisboa.

Ora, nestes dois distritos, tal como em boa parte do território continental português, a situação de seca meteorológica é já uma realidade e tem vindo a acentuar-se.

Em novembro, a seca moderada chegava ao norte do distrito de Lisboa, mas em final de dezembro de 2021 alargara-se para a metade sul do distrito de Leiria. Recorde-se que o mês passado foi quarto dezembro mais quente desde 1931, sendo que do ponto de vista da precipitação, o valor ficou-se pelos 65% do normal, aponta o IPMA.

Sem chuva no horizonte, a situação de seca tenderá a acentuar-se.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.