Assinar
Leiria

Câmara de Leiria atribui mais de 500 mil euros às freguesias para investimento na educação

O montante é destinado a despesas associadas à “aquisição de equipamentos” e à realização de obras de intervenção.

A Escola Básica e Secundária da Maceira é uma das contempladas com a ajuda atribuída pelo Município CML

O Município de Leiria vai atribuir às juntas e uniões de freguesias do concelho 530 mil euros para investimento na educação.

O montante foi aprovado esta terça-feira, dia 3, em reunião de executivo, e é destinado a despesas associadas à “aquisição de equipamentos” e à realização de obras de intervenção, “no âmbito dos contratos interadministrativos de transferência de competências”, na área da educação, explicou o Município em nota de imprensa.

Segundo o mesmo comunicado, “estes instrumentos preveem a atribuição de um montante global de 101 mil euros a todas as freguesias, cujos valores vão desde os mil aos 20 mil euros”, para “substituição de aparelhos elétricos e de eletrodomésticos sem reparação”, em jardins de infância e escolas do 1º ciclo do ensino básico.

Para a execução de intervenções não abrangidas pelos serviços de manutenção, serão atribuídos cerca de 425 mil euros a sete juntas e uniões de freguesias: Caranguejeira, Maceira, Milagres, Marrazes e Barosa, Parceiros e Azoia, Leiria, Pousos, Barreira e Cortes, e Santa Catarina e Chainça. A maioria das obras está prevista para ser realizada durante as férias de verão, adiantou a autarquia.

À Lusa, a vereadora Anabela Graça, que tem, entre outros, o pelouro da Educação, destacou “a capacidade de resposta que as juntas têm para requalificar os estabelecimentos de ensino do pré-escolar e 1.º ciclo”, notando que esta tem sido a prática da Câmara “ao longo destes últimos anos”.

Anabela Graça referiu ainda “a colaboração e trabalho em rede com as juntas de freguesia que têm uma relação de proximidade e identificam junto da comunidade educativa os problemas que dizem respeito aos edifícios escolares”.

“E depois há um trabalho entre as juntas, os diretores dos agrupamentos e o município para definir prioridades para estes estabelecimentos de ensino”, continuou a autarca, destacando que “esta delegação de competências permite agilizar a realização de obras”, facilitando “bastante o [seu] planeamento e acompanhamento”.

Para a vereadora, estes contratos são “a resposta mais eficiente e eficaz”, para que as escolas do concelho “tenham as melhores condições no dia a dia”.

Com Lusa

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.