Assinar
Ambiente

Distrito de Leiria “perde” duas de dez praias Zero Poluição

O concelho de Alcobaça destaca-se por ser um de nove concelhos do país com três ou mais praias com qualidade de água “excelente”

Água de Madeiros juntou-se à lista de praias Zero Poluição no ano passado e mantém este ano a classificação JOAQUIM DÂMASO

Oito das 58 praias classificadas Zero Poluição pela associação Zero situam-se no distrito de Leiria, menos duas do que em 2021. Já a nível nacional, a Zero identificou mais cinco praias com qualidade de água “excelente” face ao ano passado.

O concelho de Alcobaça mantém três praias nesta lista, menos uma do que em 2021: são elas Água de Madeiros, Pedro do Ouro e Légua. “Perdeu” em contrapartida a Polvoeira.

Peniche garantiu apenas duas classificações da Zero, nas praias Baleal Sul e Baleal Campismo, tendo saído da lista a do Baleal Norte.

Permanecem ainda na lista a praia Foz do Arelho – Mar (Caldas da Rainha) e a do Salgado (Nazaré). Já em Óbidos, saiu a da Rei do Cortiço e entrou a de Vale de Janelas.

A lista foi divulgada pela Zero – Associação Sistema Terrestre Sustentável esta terça-feira, na véspera do arranque da época balnear em 211 das 643 zonas balneares do país.

A distinção da Zero reconhece as praias onde, ao longo das três épocas balneares anteriores (neste caso 2019, 2020 e 2021), não foi “detetada qualquer contaminação microbiológica nas análises efetuadas às águas” de acordo com os dados solicitados à Agência Portuguesa do Ambiente.

“Todas as praias classificadas o ano passado como praias ZERO Poluição estão classificadas, ao abrigo da legislação, como praias com qualidade da água ‘excelente’. Porém, na maioria das vezes, à custa de uma única análise onde foi detetada a presença de microrganismos, mesmo que muito longe do valor-limite, deixaram de poder ser consideradas praias ZERO poluição”, explica a associação em comunicado.

Em relação ao ano passaram, saíram da lista nacional 12 praias e entraram 17 novas.

No Continente, 46 praias Zero dividem-se por 21 concelhos, situando-se outras oito nos Açores e quatro na Madeira.

A lista apenas inclui uma zona balnear interior – Albufeira de Alfaiates, no concelho do Sabugal. Um resultado que a Zero justifica por ser “extremamente difícil conseguir um registo incólume ao longo de três anos nas zonas balneares interiores, muito mais suscetíveis à poluição microbiológica”. Facto que considera ainda ser “um indicador do muito que ainda há a fazer para garantir uma boa qualidade da água dos rios e ribeiras em Portugal, o que requer esforços adicionais ao nível do saneamento urbano e das empresas”.

Entretanto, também esta terça-feira, a associação Quercus distinguiu 440 praias a nível nacional com o galardão qualidade de Ouro, 30 das quais na região de Leiria.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.